quarta-feira, 29 de abril de 2015

WALDIK SORIANO - (1977) O SUPREMO REI DO BOLERO

Título mais apropriado para significar Waldick Soriano, impossível... Apesar de que fora o cachorrão muito mais que "un hombre de boleros". Poderíamos enumerar aqui suas principais facetas, mas Waldick é inrotulável... Principalmente, porque um homem que amava a vida e a boemia merece esta e todas as outras possíveis alcunhas: seresteiro, boêmio, boa vida, fanfarrão, cafajeste, brega...

Ficamos com todas...


Faixas:

01 O Conformado
02 O Apaixonado
03 Eu Quero Morrer Esta Noite
04 Que Diabo Você Tem Na Cabeça?
05 Cristo Teria Vergonha De Voltar A Esta Terra
06 Amor Vagabundo
07 Obrigação De Um Homem
08 É Hoje Que Vou Encher A Cara
09 Parabéns
10 Vai Trabalhar, Mulher
11 Onde Andará Você?
12 Recalcado


CLAUDIA BARROSO - (1974) OS GRANDES SUCESSOS DE CLAUDIA BARROSO (VOL. 2)

A diva do brega Claudia Barroso é outra revisitada do mês de abril. Isto porque a eterna companheira de Waldick Soriano também faz aniversário nesta época, mais precisamente no dia 23.

Claudia Barroso, mineira de Pirapetinga, escreveu seu nome no panteão da música popular brasileira não apenas por suas relações, entre elas, com o mestre maior da cafajestagem, mas por seu vasto legado deixado aos apreciadores da boa música popular. Poucos registraram em voz tantas pérolas da MPB como Claudia Barroso e é por isso que este blogue nunca deixaria de homenageá-la em sua data mais solene.

Vida longa à Claudia Barroso e aos seus inesquecíveis hinos da fossa...


Faixas:

01 Quem Foi Você?
02 Pra Que Chorar?
03 Estou Cansada
04 Você Perdeu A Sua Vez
05 Não Quero Mais Ouvir Falar Teu Nome
06 Confissão
07 Não Preciso De Você
08 Aliança Devolvida
09 Eu Falei Pra Você
10 Por Mais Que Eu Queira Me Enganar, Ainda Te Amo
11 Vai Chorar Muito Mais
12 Foi Tanto Amor Que Eu Perdi A Razão
13 Acreditei Demais
14 Que Mundo É Este Meu?


NORA NEY - (1994) ACERVO ESPECIAL

Nora Ney (Iracema de Sousa Ferreira) estreou em 1951, no programa "Fantasia Musical", da Rádio Tupi, época em que adotou o nome artístico. Com inconfundível voz de contralto e pronúncia carregada, criou seu próprio estilo, diferente do que estava então em voga. Inicialmente, Nora Ney cantava repertório estrangeiro, com o pseudônimo Nora May. Mais adiante, seria a primeira a gravar no Brasil o marco inaugural do gênero americano, "Rock Around The Clock", sucesso de Bill Halley, em 1956.

Nora Ney foi crooner do Copacabana Palace e trabalhou na Rádio Nacional, ao lado de Dóris Monteiro e Jorge Goulart, com quem se casou mais tarde. O primeiro disco, de 1952, emplacou dois sucessos: "Menino Grande", de Antônio Maria, e "Ninguém Me Ama", de Antonio Maria e Fernando Lobo. Foi uma das intérpretes mais assíduas das músicas de Antônio Maria. Gravou "De Cigarro Em Cigarro", de Luiz Bonfá, em 1952, colaborando para projetar o autor nacionalmente. Em 1964, por causa do regime militar, saiu do Brasil com Jorge Goulart, só voltando oito anos depois, quando gravou o LP "Tire O Seu Sorriso Do Caminho".

A cantora foi uma das pioneiras a se apresentar em turnês por países socialistas, como a Rodésia (Zimbabwe), Chipre, China e União Soviética. Intérprete consagrada, Nora Ney gravou sambas de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito, Ataulfo Alves, Lupicínio Rodrigues, Dorival Caymmi. Nos anos 80 e 90, fez espetáculos com o conjunto As Eternas Cantoras do Rádio. Também apresentou-se em shows em homenagem a Antônio Maria.

Entre seus maiores sucessos, além dos já citados, estão "Aves Daninhas" (Lupicínio Rodrigues), "Bar Da Noite" (Haroldo Barbosa/ Bidu Reis), "Vai, Mas Vai Mesmo" (Ataulfo Alves) e "Preconceito" (Antônio Maria/ Fernando Lobo).


(Fonte: JB Online - revisada.)


Faixas:

01 Ninguém Me Ama
02 De Cigarro Em Cigarro
03 Castigo
04 Vai, Mas Vai Mesmo
05 Conselho
06 Pra Falar Com Meus Botões
07 Felicidade
08 Bar Da Noite
09 Menino Grande
10 Preconceito
11 Teleco-Teco Nº 2
12 Solidão
13 O Que
14 Regra Três

linque

NÚBIA LAFAYETTE - (2005) MAXXIMUM


Idenilde Araújo Alves da Costa, conhecida pelo nome artístico de Núbia Lafayette, nasceu em Assu, no interior do estado do Rio Grande do Norte, onde residiu até os três anos, idade que tinha quando a família se mudou para o Rio de Janeiro (RJ). Desde tenra idade, demonstrou talento para a música, apresentando-se em programas infantis desde os oito anos.

A carreira de Idenilde teve início no final da década de 1950, com o nome artístico de Nilde Araújo. Nessa época, trabalhava como vendedora de lojas, no Rio de Janeiro, quando resolveu participar do programa de calouros "A Voz de Ouro", da TV Tupi, interpretando canções da época. Foi crooner da boate "Cave", do Rio de Janeiro, e estreou cantando Dalva de Oliveira.

O nome artístico definitivo de Núbia Lafayette foi adaptado em 1960, por sugestão do compositor Adelino Moreira, quem apresentou-a à gravadora RCA, com o apoio de Nelson Gonçalves. Foi nesse ano que a cantora gravou o seu primeiro disco, com o samba-canção "Devolvi", de Adelino Moreira. Este trabalho projetou-a definitivamente como cantora romântica e popular.

O número de cantores que se dizem influenciados por Núbia Lafayette é vasto e inclui nomes como Alcione, Fafá de Belém, Elymar Santos, Tânia Alves e a cantora alagoana Rose D' Paula.

Núbia continuou a participar de programas especiais e apresentações esporádicas até o fim da sua vida. A cantora sofreu um AVC hemorrágico no dia 10 de março de 2007, tendo ficado internada por dez dias. No dia 25 de maio do mesmo ano, voltou a ser internada no Hospital de Clínicas de Niterói, devido a complicações do acidente vascular. A cantora veio a falecer no dia 18 de junho, aos setenta anos de idade.


(Fonte: Wikipedia - revisada.)



Faixas:

01 Devolvi
02 Y Todavia Te Quiero
03 Ouvi Dizer
04 Seria Tão Diferente
05 Prece À Lua
06 Solidão
07 Carinho Perdido
08 Quero Saber
09 Madrugada E Amor
10 Nosso Amargor
11 Razão
12 Serenata
13 Ser Feliz Por Toda Vida
14 Prova De Amor
15 Canção De Amor
16 Terezinha
17 Basta Um Gesto Seu
18 Argumento
19 Se Ninguém Te Ama (Com Nelson Gonçalves)


NELSON GONÇALVES - (1970) SELEÇÃO DE OURO (VOL. 2)

O "boêmio" voltou novamente ao MÚSICA DAS ANTIGAS...

Os fãs de Nelson Gonçalves rememoraram, no último dia 18 de abril, a data da morte daquele que foi o terceiro maior vendedor de discos da história deste país. Nelson faleceu em 1998, em consequência de um infarto, deixando órfã uma legião de seguidores da chamada "música de cabaré".

Pra celebrarmos juntos, destacamos de sua vasta discografia esta coletânea, de 1970, com algumas pérolas imortais do boêmio maior.


Faixas:

01 Fantoche
02 Eu Sei Que Vou Te Amar
03 Negue
04 Menina Moça
05 Chão De Estrelas
06 Nono Mandamento
07 Chore Comigo
08 Suas Mãos
09 Ciclone
10 Estudante
11 Neste Mesmo Lugar
12 Leva-Me Contigo


quinta-feira, 23 de abril de 2015

RONALDO RESEDÁ - (1979) RONALDO RESEDÁ

O ator, cantor e bailarino Ronaldo Resedá surgiu no cenário musical no final dos anos 70 e emplacou vários sucessos em trilhas de novelas da Rede Globo, entre eles: "Marron Glacê", tema de abertura da novela homônima; "Quero me Entregar pra Você", da trilha de "Marina", e "Plumas e Paetês", tema de abertura da novela de mesmo nome.

Ronaldo também participou de um musical da cantora Rita Lee, exibido pela Rede Globo em 1980, na série "Grandes Nomes", em que o cantor aparecia dançando, enquanto Rita cantava seu hit do momento, "Baila Comigo".

O cantor faleceu em 1984, supostamente em decorrência de um AVC.


(Fonte: Memória da TV.)


Faixas:

01 E Novamente Mas Que Nada
02 Franga
03 Bobos Da Côrte
04 Fuzarca Na Discotheque
05 Marron Glacê
06 Pif-Paf
07 Quero Me Entregar Pra Você
08 Tudo Bem

linque

DUDU FRANÇA - (2015) MUITO MAIS QUE UM GRILO NA CUCA

Descoberto por Carlos Imperial, José Eduardo França Pontes, o Dudu França, começou a fazer sucesso no final dos anos 70 e início dos 80, intensificando sua carreira nos mercados latino-americanos. Muitas de suas músicas viraram faixas de novelas. Seu primeiro grande hit foi de 1978, quando a música "Grilo na Cuca" estourou em todas as rádios e foi incluída na trilha da novela Marrom Glacê. O cantor frequentava o programa de auditório de Carlos Imperial, chamado de "Os Embalos de Sábado".

No início dos anos 80, Dudu ainda emplacaria muitos hits, como "Eu e Ela" e "Fim de Semana", "Geração Saúde", "Me Leva" e "Foge Comigo". Em 1982, o cantor foi o grande vencedor do Festival Internacional de la Canción, de Viña del Mar (Chile), com a música "Dime, Amor", composta por ele e por Morris Albert.

Considerado "rei da geração saúde" nos anos 80, Dudu França também foi apresentador de TV, de um quadro do programa Globo de Ouro, chamado “Geração 80”. Entre 1981 e 1985, o cantor foi um dos apresentadores do programa de auditório para jovens, chamado "Vamos Nessa", no SBT. Em cada programa, uma cantora apresentava-o junto com Dudu e a cantora Cláudia Telles foi a primeira delas. A música-tema do programa acabou se transformando em hit também, sendo executada nas pistas de dança. Após a experiência como apresentador, Dudu França também passou a atuar no SBT como ator. Posteriormente, tornou-se compositor e produtor de jingles de sucesso.


(Fonte: Wikipedia - revisada.)


Faixas:

01 Estou Te Perdendo
02 Eu Te Amo Tanto
03 Emaranhado
04 Eu E Ela
05 Pense Bem
06 Se Teu Amor Partir
07 Na Baixa Do Sapateiro
08 Está Escrito No Ar
09 De Frente Pra Realidade
10 A Menina Do Subúrbio
11 Mulher
12 Feelings
13 Enredos (Faixa Bônus)
14 Talk To Me (Dime Amor) (Live In San Remo Festival, 1982) (Faixa Bônus)
15 Grilo Na Cuca (Faixa Bônus)


OVELHA - (1988) COISAS DO CORAÇÃO

Terceiro LP do cantor cabeludo-brega Ovelha, "Coisas do Coração" vem de presente pros fãs ansiosos por material deste pernambucano de Olinda. A postagem serve também como pretexto para comemorarmos a passagem dos seus sessenta anos de vida, ocorrida no último dia 14 de março.

O disco foi lançado no ano de 1988, ainda na rabeira do sucesso estrondoso do cantor nos anos oitenta e trazia, entre outras, "Meu Sonho Não Acabou", versão de "The Great Pretender", "Quando O Amor Se Transforma Em Saudade", versão de "A Whiter Shade Of Pale", a música título "Coisas Do Coração" e "Perdido Na Noite".

Vida longa ao eterno roqueiro-brega!


Faixas:

01 Meu Sonho Não Acabou (The Great Pretender)
02 A Falta Que Você Faz
03 Quando O Amor Se Transforma Em Saudade (A Whiter Shade Of Pale)
04 Me Dá Uma Chance
05 Meu Bem (Girl)
06 Coisas Do Coração
07 Gosto De Você Na Cama
08 Marcas No Caminho
09 Querida (Honey)
10 Eu Estou Amando Você
11 Pra Me Fazer Feliz
12 Perdido Na Noite


FRANCIS DALVA - (2000) RAÍZES NORDESTINAS

Francis Dalva iniciou a carreira cantando na noite. Voltada para o forró e para a lambada, foi contratada pela gravadora EMI, pela qual gravou seus primeiros discos. A cantora fez parte do movimento brega-pop do Pará, juntamente com Alípio Martins, Juca Medalha, Luiz Guilherme, Teddy Max, Mauro Cotta, Míriam Cunha e Carlos Santos.

Em 1982, Francis Dalva gravou com sucesso as músicas "Ovelha Desgarrada", "Beija-Flor (Vale de Ilusões)", "Só Marajó", "Galope", "Ritmo Quente" e "Fogo Ardente". Dois anos depois, fez sucesso com "O Teu Inferno" e "Rato, Gato e Sapato", "Ciranda na Lua", "De Volta À Minha Terra" e "Xamego, Xamegando". Em 1985, sua composição "Ovelha Desgarrada" foi gravada pela cantora Fafá de Belém, em seu disco "Aprendizes da Esperança". No mesmo ano, continuou fazendo sucesso, em especial no norte e no nordeste do país, com sua mistura de lambada e forró. Algumas de suas composições de grande aceitação em 1985 foram "Vamos Cirandar", "Flor do Desejo", "Vem Me Fazer Sorrir", "Lenda da Mãe D'água" e "Envolvente". Em 1986, fez sucesso com as músicas "O Pecado da Maçã", "Vai e Vem", "Louca Paixão" e "Relampejo". Em suas composições, a cantora e compositora explorava o duplo sentido nas letras e os ritmos dançantes do forró, do carimbó e da lambada.

A partir do começo da década de 1990, a carreira de Francis Dalva carreira entrou em decadência. No ano de 2000, a EMI lançou a coletânea "Francis Dalva", da série "Raízes Nordestinas", com vinte gravações originais de seus maiores sucessos, incluindo "Ovelha Desgarrada".


(Fonte: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira - adaptada e revisada.)


Faixas:

01 Ovelha Desgarrada
02 Beija-Fror (Vale De Ilusôes)
03 Só Marajó
04 Galope
05 O Teu Inferno
06 De Vota À Minha Terra
07 Rato, Gato E Sapato
08 Ciranda Na Lua
09 Vamos Cirandar
10 Flor De Desejo
11 Vem Me Fazer Sorrir
12 Lenda Da Mãe D'Água
13 O Pecado Da Maçã
14 Vai E Vem
15 Ritmo Quente
16 Louca Paixão
17 Fogo Ardente
18 Relampejo
19 Envolvente
20 Xamego, Xamegando


GENIVAL LACERDA - (2006) BRASIL POPULAR

O mestre do forró de duplo sentido, Genival Lacerda é um dos homenageados deste mês de março no MÚSICA DAS ANTIGAS. O forrozeiro safado completou oitenta e quatro anos de idade, no último dia 5 de abril, e a gente não deixaria nunca passar batida a solene data.

A coletânea "Brasil Popular", uma das melhores lançadas na década, por sinal, traz "Caldinho de Mocotó", "Paraíba Apaixonado", "O Véio Dançô", "A Força do Cacau", "A Cobra de Camelo", "Levante o Véio" e uma penca de rela-buchos de primeira...


Faixas:

01 Caldinho De Mocotó
02 Ainda Mangou De Mim
03 Paraíba Apaixonado
04 Americanizado
05 O Véio Dançô
06 Me Dê Seu Amor
07 Alô, Bahia
08 A Força Do Cacau
09 Gamei Em Você
10 A Cobra De Camelo
11 O Dançarino
12 Levante O Véio
13 E Nós Aqui Forrumbando


sábado, 11 de abril de 2015

GENIVAL SANTOS - (2013) SEMPRE SUCESSOS

Com imensa saudade e reverência é que a gente relembra um de nossos maiores ícones populares: Genival Santos. O cantor comemoraria sessenta e quatro anos ontem, dia 10 de abril, e claro, não poderíamos deixar passar em branco.

Nesta antológica coletânea, estão os seus maiores sucessos, dignos de qualquer altar da legítima música brega...


Faixas:

01 Eu Não Sou Brinquedo
02 Livro Aberto
03 Se Errar Outra Vez
04 Se For Preciso
05 Vem Morar Comigo
06 Eu Te Peguei No Fraga
07 Sendo Assim
08 Paz E Amor
09 Vou Cair Na Gandaia
10 Crucificado Do Amor
11 Espelho Da Vida
12 Aquele Lar
13 Meu Coração Está Em Greve
14 Crise De Amor
15 Será Que Mereço Esse Castigo?
16 Sangue Do Meu Sangue
17 Por Que Será?
18 Preciso Parar Pra Pensar
19 A Cigana Me Enganou
20 Essa Menina É Demais
22 Minha Sede De Amor
23 Coração De Plástico
24 Motoca Envenenada


ADELINO NASCIMENTO - (2003) 20 SUCESSOS

Adelino Nascimento, nascido em Turiaçu (MA), em 17 de setembro de 1957, foi um cantor e compositor brasileiro do gênero musical brega. Compôs músicas como "Vou Voltar para São Luís","Menina Faceira","Adeus, Ingrata".

Com mais de trinta discos gravados, Adelino Nascimento estava entre os mais populares da música romântica regional. O cantor tinha problemas pulmonares e sentia crises constantes de asma. Outros grande problemas em sua vida eram o alcoolismo e uso de cocaína. O cantor morreu nas dependências do Hospital de Urgência João Alves Filho, em Aracaju (SE), no dia 10 de abril de 2008, onde estava internado desde o dia 7. Ele sofria de complicações respiratórias.

Tudo começou após um show na cidade de Japaratuba (SE), quando Adelino se sentiu mal, com problemas respiratórios, mas não quis receber atendimento médico. O cantor passou mal novamente no dia seguinte, quando foi internado no Hospital de Urgência de Sergipe, onde veio a falecer de complicações pulmonares.

Em novembro de 2007, Adelino Nascimento fez um show em Chapadinha (MA). No dia seguinte, foi encontrado por policiais militares da 4ª CI, caído no chão, próximo a um bar, na Avenida Presidente Vargas, após ter sido agredido por dois homens. O cantor teve um braço quebrado e sofreu várias escoriações pelo corpo, sendo levado no mesmo dia para um hospital de São Luís (MA).


(Fonte: Wikipedia - adaptada.)


Faixas:

01 Brega Do Amor
02 Domingo Na Missa
03 Toca O Telefone
04 Traga, Passarinho
05 Taxista
06 Tânia
07 Caminhoneiro Apaixonado
08 Momento Infeliz
09 Amor Da Minha Vida
10 Oh, Meu Amor
11 Polyana
12 Moça
13 Bailarina
14 Velha Foto
15 Paixão Proibida
16 Menina Faceira
17 Ruas Do Mundo
18 Escravo Do Amor
19 Sou Louco Por Ela
20 Comigo Não Cola


CÉLIO ROBERTO - (1980) LOUCURA DE AMOR

Nascido em Maceió, Alagoas, Célio Roberto iniciou sua carreira na Rádio Difusora de Maceió. Depois, foi contratado pela rádio Jornal do Comércio, de Recife (PE). Lá, obteve sucesso em programas de TVs e de rádios. Seu talento chamou atenção da gravadora Mocambo, de quem foi contratado. O primeiro sucesso viria com a gravação de uma versão da música "América (O Primo da América)". A repercussão desse sucesso o levou para o sudeste do País. "Nunca Fui Amado", frevo de autoria de Gildo Branco, foi seu segundo sucesso. O cantor recebeu um convite do conceituado apresentador Antônio Aguilar para apresentar-se no programa "Festival da Juventude", da TV Excelsior, de São Paulo (SP), uma das grandes audiências da época.

Ao chegar em São Paulo, Célio Roberto trabalhou nas suas  principais casas noturnas, que lhe renderam homenagem, com o troféu de "melhor cantor da noite paulista", oferecido anualmente pela conceituada Revista do Rádio. Na TV, Célio Roberto participou dos principais programas do país: Clube do Bolinha, Programa Sílvio Santos, Programa Raul Gil, Discoteca do Chacrinha, Programa Flávio Cavalcante, Almoço com as Estrelas e Clube dos Artistas. Em 2008, participou do programa do SBT "Rei Majestade", sendo agraciado com a coroa de prata.

O sucesso obrigou Célio Roberto a viajar por quase toda a América do Sul, cantando com grande sucesso o cancioneiro latino, em países como Argentina, Uruguai - onde residiu por dois anos -, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Venezuela, além do Chile, onde participou de um dos mais importantes festivais do país, "Vinha Del Mar". Ao retornar para o Brasil, especificamente para São Paulo, Célio Roberto assinou com várias gravadoras, como a Continental, a RGE, a RCA, a Copacabana, a 3M e a Som Livre.

No auge de sua carreira, Célio Roberto emplacou vários sucessos. Entre eles, destacam-se "Não Toque Essa Música", do seu primeiro disco; do segundo disco, o sucesso "Minha Confissão (Ave Maria)", pelo qual recebeu um disco de ouro; "Homem de Pedra" foi o carro-chefe do terceiro disco e "Inferno da Vida" e "Kiss-me Quick" tronaram-se hits em sua carreira. Outras importantes gravações destacam-se, como “Quatro Pneus Arriados", "Blusa Vermelha", "Quem Será Seu Outro Amor?", "Um Certo Amor (Cavallo Viejo)". De suas composições, pode-se citar a canção "Dá Seu Amor Pra Mim", gravada por Carmen Silva e divulgada em vários países. Célio Roberto é também o autor de "Rock do Jegue", grande sucesso na voz de Genival Lacerda. Célio Roberto foi o primeiro a gravar a canção "Entre Tapas e Beijos", mais tarde sucesso na voz da dupla sertaneja Leandro & Leonardo. Vários sucessos interpretados pelo cantor foram relançados em coletâneas da gravadora Som Livre, como por exemplo "Minha Confissão", "Fantasia de Amor" e "Não Toque Essa Música".

O mais recente CD de Célio Roberto, lançado pela Ouro Records, inclui regravações de alguns de seus grandes sucessos, como "Não Toque Essa Música", "Homem de Pedra", "Kiss-me Quick", "Não São Palavras Lindas" e "O Rock do Jegue". Completando o CD, as faixas inéditas "Fantasia de Amor" e "Eu Quero Seu Amor", bem executadas no país.


(Fonte: Perfil do cantor no Facebook - revisada.)


Faixas:

01 Entre O Amor E A Cruz
02 Meu Castigo
03 Blusa Vermelha
04 Pergunte (Preguntale)
05 Esta Noite, Eu Queria Que O Mundo Acabasse
06 Mamãe, O Amor Mais Puro
07 Meu Filho (Hijo, Yo Te Quiero)
08 Loucura De Amor
09 A Noite Do Nosso Amor
10 O Preso Número 9 (El Preso Numero Nueve)
11 Oh! Mon Amour, Como Te Amo
12 Chuva E Solidão


ADILSON RAMOS - (1993) SEMPRE ROMÂNTICO

Adilson Ramos de Ataíde, ou simplesmente Adilson Ramos, nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 7 de abril de 1945. De estilo romântico, sempre apresentou boa vendagem de discos, atuando em shows em todo o Brasil. Iniciando sua carreira de cantor e compositor antes da Jovem Guarda, inspirou-se no rock de Paul Anka e Neil Sedaka e nos brasileiros Cauby Peixoto e Orlando Dias. Antes de seguir carreira solo, fez parte do grupo Os Cometas.

Após fazer os primeiros sucessos na MPB, afastou-se em 1967, retornando em 1972 para, em 1977, gravar o disco que até hoje está no catálogo, com vários sucessos: "Sonhar Contigo", "Sonhei Com Você", "Duas Flores", "O Relógio" (versão de Nely B. Pinto da composição "El Reloj", de Roberto Cantoral), "Tão Somente Uma Vez" (outra versão, de "Solamente Una Vez"), entre outros.

Em 1982, o cantou se mudou para Recife (PE), onde reside até hoje. Atualmente, alterna sua atividade de cantor com a de industrial e comerciante.


(Fonte: Wikipedia - revisada.)


Faixas:

01 Sonhar Contigo
02 Lêda / Solidão / Olga
03 Sonhei Com Você
04 Em Nome Do Amor
05 O Relógio (El Reloj)
06 A Chuva Me Lembou Você
07 Sheila / Silêncio / Perfídia
08 Só Liguei Porque Te Amo (I Just Call To Say I Love You)
09 Luar / Hino Do Amor (L'Hymme À L'Amour) / Só Você (Only You)
10 Matiné
11 Duas Flores
12 Roberta / O Mundo / (Il Mondo) / De Joelhos (In Ginocchio Da Te)
13 Eu Sei Que Vou Te Amar / Sabor A Mim (Sabor A Mi) / Beija-Me Muito (Besame Mucho)
14 Fim De Festa


FERNANDO LELIS - (2013) O APAIXONADO

"Ti Ti Ti" e "Um Par de Alianças": músicas surgidas em décadas diferentes que, mesmo com idades e estilos nada parecidos, conseguiram alcançar o sucesso e projetar um homem simples do interior da Paraíba para o estrelato nacional. João Lelis Pinto, depois batizado artisticamente de Fernando Lelis, saiu de Itaporanga (PB) ainda na adolescência. Migrou para João Pessoa (PB) e, de lá, para o Rio de Janeiro (RJ), de onde conquistou o país inteiro por meio da música. 

(...) Foi na década de 70 que Fernando Lelis começou profissionalmente na música, gravando um compacto em vinil com duas faixas. Esse primeiro trabalho não repercutiu nacionalmente, mas em um cantinho da cidade de Itaporanga foi sucesso disparado: a Casa Rádio, antiga loja do saudoso João Vicente Neto, primo do cantor. Quatro anos depois, o filho de Luiz Pinto (Lula) e Luzia Alves Pinto encontrou o caminho do sucesso com o LP “Amor, Que Coisa Linda”, gravado pela CBS, hoje Sony. Entre as doze composições, está "Um Par de Alianças", composição de Bartô Galeno, Edmundo Viana e Walter Costa. Após este, vieram muitos outros sucessos: "Jesus e Madalena", "Pecadora", "Cadeira Vazia", este de Lupicínio Rodrigues, e "Os Apaixonados", música feita exclusivamente para Lelis pelo compositor Adelino Moreira, o homem que projetou Nelson Gonçalves para o sucesso. A partir daí, Fernando Lelis conquista o rádio, a TV e um grande público por todo o Brasil. Suas interpretações apaixonadas lhe rendem o apelido de "O Apaixonado".

O ano de 1984 marca a entrada de Lelis no mercado musical com suas próprias composições. Pela gravadora Continental, o itaporanguense lança o disco "Ta Chovendo Mulher". É uma gravação que rompe com o romantismo melódico, até então a marca principal do artista, ao trazer estilos mais rítmicos e diversificados: merengue, frevo, boleros. Mas é com uma letra popular e bem humorada que Lelis reconquista o sucesso nacional. "Ti Ti Ti", uma de suas parcerias com Jacinto José, tocou no país inteiro e fez tanto sucesso que foi regravada por diversos nomes da música brasileira, entre os quais Fafá de Belém

(...) Hoje, aos setenta e cinco anos e esquecido pela mídia, como alguns dos grandes nomes da música popular brasileira, Fernando Lelis continua morando no Rio de Janeiro e em atividade. Para o pesquisador musical, Inácio Farias, Lelis é o artista itaporanguense de maior projeção nacional de todos os tempos.


(Fonte: Jornal Folha do Vale - revisada.)


Faixas:

01 Abertura
02 Quem É?
03 Tudo Foi Ilusão
04 Tenho Ciúme De Tudo
05 Beijo Gelado / Está Morrendo Nosso Amor
06 Fascinação
07 Luzes Da Ribalta
08 Abraça-Me
09 Eu Sonhei Que Estavas Tão Linda
10 Escreva-Me
11 Um Par De Alianças / Jesus E Madalena
12 Quem Será? / Que Será?
13 Orgulho
14 Amor, Que Coisa Linda
15 Pecadora
16 Os Apaixonados / Ninguém Vai Separar Você De Mim
17 Com Pedra Na Mão
18 Mariana
19 Me Mata De Uma Vez
20 A Cópia Da Chave
21 Ti Ti Ti / Voltinha No Salão


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Linque quebrado?

Encontrou algum linque quebrado?

Marcadores

A Patotinha (1) Abdias (2) Abílio Farias (7) Abílio Manoel (1) Absyntho (1) Adelino Nascimento (12) Adilson Ramos (8) Adriana (7) Adriano Santa Cruz (1) Agepê (1) Agildo Ribeiro (1) Agnaldo Rayol (2) Agnaldo Timoteo (17) Alcides Gerardi (1) Aldo Sena (1) Alípio Martins (14) Almir Ricard (1) Almir Rogério (7) Altemar Dutra (2) Amado Batista (18) Amelinha (1) Amilton Lelo (10) André Amazonas (1) Angela Maria (4) Angélica (1) Angelo Máximo (10) Anísio Silva (2) Antonio Carlos e Jocafi (1) Antonio Marazona (1) Antonio Marcos (21) Ary Lobo (1) Ary Toledo (1) Assisão (1) Augusto César (3) Babau do Pandeiro (6) Balthazar (7) Banda Cabeça Enfeitada (1) Barros de Alencar (12) Bartô Galeno (15) Bebeto (2) Benito di Paula (2) Beto Barbosa (6) Betto Dougllas (5) Biafra (7) Bianca (2) Bicho Véi do Brega (1) Boas-vindas (1) Borba de Paula (2) Canarinhos de Petrópolis (1) Capital do Sol (1) Carlito Gomes (3) Carlos Alberto (6) Carlos Alexandre (20) Carlos André (9) Carlos Colla (3) Carlos Gonzaga (2) Carlos José (1) Carlos Santos (8) Carlos Silva (1) Carmen Silva (12) Cast RCA (1) Cauby Peixoto (6) Célio Roberto (5) Cesar Sampaio (8) Chacrinha (1) Chico Amaro (1) Chico Lopes (1) Cid Moreira (1) Claudette Soares (2) Claudia (1) Claudia Barroso (11) Cláudia Telles (3) Claudio de Barros (1) Claudio Di Moro (3) Cláudio Fontana (4) Claudio Galeno (1) Claudio Roberto (3) Clemilda (1) Coro Infantil da FuNaBEM (1) Coroné (1) Coronel Ludugero (1) Cristiano Neves (1) Demetrius (1) Denis e Demian (1) Diana (18) Dicró (1) Dino Rossi (1) Discografia (14) Donizeti (2) Dory Edson (1) Dudu França (4) Ed Wilson (1) Édel Reis (2) Edelson Moura (1) Edson de Oliveira (1) Edson Duarte (4) Eduardo Araújo (3) Eli Correa (1) Eliana Pittman (1) Elino Julião (10) Elisângela (3) Elizabeth (2) Elymar Santos (1) Erasmo Carlos (7) Evaldo Braga (20) Evaldo Freire (8) Evinha (2) Fábio (1) Fábio Jr (9) Fafá De Belém (2) Falcão (7) Fernando Lelis (10) Fernando Luiz (5) Fernando Mendes (25) Franc Landi (1) Francis Dalva (3) Francisco Cuoco (13) Francisco Petrônio (7) Frankito Lopes (14) Fredson (6) Genghiskan (1) Genival Lacerda (9) Genival Santos (12) Geraldo Nunes (3) Giane (3) Gilberto Lemos (4) Gilberto Reis (1) Gilliard (14) Gilson (3) Gretchen (7) Harmony Cats (1) Heleninha (1) Heleno (5) Helio Portinhal (2) Hermes Aquino (1) Ismael Carlos (10) Ivan Peter (3) Ivon Cury (1) J. Aquino (5) Jacinto Limeira (1) Jair Rodrigues (1) Jane e Herondy (12) Jayne (1) Jerry Adriani (16) Jessé (1) Joanna (3) João Dias (1) João Gonçalves (2) João Só (1) João Viola (2) Joelma (9) Jorginho do Império (1) José Augusto (19) José Augusto Sergipano (1) José Orlando (4) José Ribeiro (8) José Roberto (5) Juanita (3) Juanita e Richard (3) Juca e Jeca (1) Juca Medalha (1) Julia Graciela (2) Júlio César (6) Júlio Nascimento (4) Kátia (13) Katia Cilene (1) Kleber (1) Lafayette (3) Latino (1) Leila (1) Leila Silva (1) Lenita Santos (1) Leno (2) Leno & Lilian (3) Leonardo (2) Lilian (9) Lindomar Castilho (17) Lindomar Lins (1) Lindú (1) Los Angeles (1) Luan e Vanessa (1) Luiz Américo (2) Luíz Caldas (1) Luiz Carlos Magno (3) Mamonas Assassinas (1) Mara (1) Marcelo (1) Marcelo Reis (4) Marcio França (3) Marcio Greyck (16) Marcio José (11) Marcos Roberto (10) Marcos Sabino (1) Marcus Pitter (1) Maria Alcina (3) Marinês (1) Mario Gomes (1) Maritza Fabiani (1) Marizinha (1) Markinhos Moura (3) Martinez (1) Martinha (7) Matogrosso e Mathias (1) Maurício Mattar (1) Maurício Reis (9) Maurinho da Mazzei (1) Maurinho Jr (1) Mauro Celso (3) Mauro Cotta (1) Mauro Sérgio (1) Meire Rose (1) Messias Holanda (4) Michael Sullivan e Paulo Massadas (2) Miguel Angelo (1) Miguel De Deus (1) Miltinho Rodrigues (1) Moacyr Franco (10) Nahim (3) Nalva Aguiar (6) Nelson Gonçalves (8) Nelson Montenegro (1) Nelson Ned (8) Nilton César (10) Nilton Lamas (5) Nora Ney (5) Noriel Vilela (1) Núbia Lafayette (10) Odair José (30) Onildo Almeida (1) Orlando Dias (4) Orlando Silva (2) Os 3 do Nordeste (1) Os Incríveis (2) Osvaldo Oliveira (2) Oswaldo Bezerra (5) Ovelha (5) Patrick (1) Paulo de Paula (4) Paulo Diniz (3) Paulo Henrique (2) Paulo Márcio (3) Paulo Moraes (1) Paulo Sergio (19) Peninha (9) Perla (19) Pholhas (1) Pinduca (3) Raimundo Soldado (9) Raul Gil (1) Raul Seixas (3) Raulzinho (1) Regina Duarte (1) Reginaldo Rossi (27) Renato e Seus Blue Caps (2) Ricardo Braga (11) Rita Cadillac (1) Ritchie (2) Roberto Barradas (2) Roberto Barreiros (2) Roberto Leal (6) Roberto Luna (1) Roberto Müller (6) Roberto Nunes (1) Ronaldo Adriano (6) Ronaldo Resedá (1) Ronnie Von (8) Rony Cardoso (1) Rosana (7) Rosemary (8) Rossini Pinto (1) Rufino (1) Sandra De Sá (1) Sandro Becker (4) Sara Sonaya (1) Sarajane (1) Sérgio Mallandro (9) Sérgio Reis (5) Sidney Magal (8) Silvana (1) Silvinha (2) Silvinho (3) Sol (2) Sueli (1) Sula Mazurega (1) Sula Miranda (1) Sylvinho (2) Tarântulas (1) Tarcys Andrade (1) Teixeira de Manaus (2) Tetê Espíndola (1) The Clevers (1) The Fevers (6) The Golden Boys (1) Tião Macalé (1) Tiririca (2) Tony Damito (3) Trio Esperança (1) Trio Irakitan (1) Trio Nordestino (1) Trio Xamego (1) Tutti-Frutti (1) Vanusa (12) Vários Artistas (120) Verônica Sabino (1) Vic McKenzie (1) Virgilio (1) Wagner Montes (2) Waldick Soriano (28) Waldir Ramos (3) Waldirene (6) Waleska (1) Walter Basso (3) Wanderléa (8) Wanderley Andrade (1) Wanderley Cardoso (8) Wando (14) Wilson Miranda (1) Yahoo (1) Zé Calixto (1) Zenilton (3) Zezinho Barros (1)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...