terça-feira, 29 de novembro de 2016

ANTÔNIO MARCOS - (2008) EM FOCO

Antônio Marcos Pensamento da Silva, ou Antônio Marcos (São Paulo - SP, 8 de novembro de 1945 a São Paulo - SP, 5 de abril de 1992) foi um ator, compositor, violinista, humorista e cantor brasileiro.

Trabalhou como office-boy, vendedor de varejo e balconista de loja de calçados, passando pelos programas de calouros, para chegar ao rádio e finalmente à televisão. De 1960 a 1962, destacou-se no programa de Estevam Sangirardi, cantando, tocando violão e fazendo humorismo.

Em 1967, integrou o coral "Golden Gate" e atuou nas peças "Pé Coxinho" e "Samba Contra 00 Dólar", de Moraci do Val, no Teatro de Arena. Convidado por Ramalho Neto, gravou seu primeiro disco pela RCA, como integrante do conjunto "Os Iguais", tornando-se logo solista e fazendo sucesso com a música "Tenho Um Amor Melhor Que O Seu" (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) A faixa reapareceu em seu primeiro LP, que vendeu mais de trezentos mil exemplares. A partir daí, seguiram-se outros sucessos, como "Oração De Um Jovem Triste" (Alberto Luís) e "Como Vai Você" (com Mário Marcos).

Foi lançado no cinema por J. B. Tanko, no filme "Pais Quadrados... Filhos Avançados" (1970). Participou também de "Som, Amor E Curtição" (1972) e de outros, além de atuar em peças teatrais, como "Arena Conta Zumbi", em 1969, no Teatro de Arena, com direção de Augusto Boal, e "Hair", em 1970, no Teatro Aquarius, com direção de Altair Lima. Atingiu seu maior sucesso em 1973, com "O Homem De Nazaré" (Cláudio Fontana). Um de seus últimos sucessos foi a canção-tema de "O Profeta", telenovela da TV Tupi na qual participava sua futura esposa Débora Duarte. Já casado com a atriz, participaria com ela da telenovela da TV Bandeirantes, "Cara a Cara", na qual também interpretava a canção-tema.

Antônio Marcos tem oito LPs em português e quatro em castelhano, além de gravações feitas no exterior. Em 1991, pretendia lançar um LP contendo uma versão de "Imagine", de John Lennon, mas Yoko Ono, viúva de John, vetou a versão, o que, aliado à falência da gravadora Esfinge, impediu o lançamento do disco.

O cantor morreu em  1992, vítima de complicações resultantes do alcoolismo. Após sua morte, foram lançados os CDs: "Acervo" (1994, coletânea RCA/BMG) e "Aplauso" (1996, coletânea RCA/BMG), entre outros. A música "Como Vai Você" foi regravada pela intérprete Daniela Mercury.

Foi casado com Vanusa, com quem teve as filhas Amanda e Aretha, e com Débora Duarte, com quem teve Paloma Duarte.


(Fonte: Letras .com.br.)


Faixas:

01 Intimidade
02 Pot-Pourri: Como Vai Você / Você Pediu E Eu Já Vou Daqui / Por Que Chora A Tarde
03 Todo Sujo De Batom
04 Pot-Pourri: E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só / Menina De Trança / Venha Ver O Que Restou De Mim
05 Olhai Por Nós
06 Pot-Pourri: Imagine / Sonhos De Um Palhaço / Let It Be / Sombras Num Quarto De Londres
07 Meu Segredo
08 Pot-Pourri: Quando A Esperança Vai Embora / Meu Coração Que Te Amava Tanto (Avevo Un Cuore) / Torneró
09 Teu Carinho (Che Roga)
10 Pot-Pourri: Sempre No Meu Coração (Always In My Heart) / Pensando Bem / Eu Vou Ter Sempre Você (You'll Never Know)
11 Quero Ser Menino Pra Você
12 Pot-Pourri: Se Eu Pudesse Conversar Com Deus / Oração De Um Jovem Triste / Cara A Cara / Quem Dá Mais / O Homem De Nazareth
13 Minha Amiga, Minha Namorada
14 Boneca Cobiçada


PENINHA - (2001) COLADINHOS

Peninha gravou o primeiro compacto em 1972, e a esse seguiram-se outros, sem fazer muito sucesso. Até que, em 1977, "Sonhos" se tornou um hit esmagador, incluído na trilha da novela "Sem Lenço, Sem Documento" e com milhares de cópias vendidas em pouco tempo (quatrocentas mil). A canção foi regravada por diversos intérpretes, inclusive Caetano Veloso, em 1982. A mesma dupla conseguiu outro sucesso ainda maior com "Sozinho", tema da novela "Suave Veneno", da TV Globo, que Caetano gravou no disco "Prenda Minha". O álbum vendeu um milhão de cópias, em 1999.

Em 2001, Peninha lança "Coladinhos". Produzido por Manoel Nenzinho Pinto, o novo trabalho traz catorze faixas fantásticas entre grandes sucessos e inéditas, incluindo "Um Milhão de Fantasias", "O Ritmo da Chuva" e "Quando Eu Amo, É Assim". Na opinião do cantor, é o melhor disco de sua carreira.


(Fonte: Letras .com.br.)


Faixas:

01 Um Milhão De Fantasias
02 Coladinhos
03 Vida Minha
04 O Ritmo Da Chuva (The Rithm Of The Rain)
05 Farol
06 Perdoa
07 Muda
08 Amo Você
09 Quando Eu Amo, É Assim
10 Sozinho
11 Alma Gêmea
12 Vou Ganhar Você
13 Sonhos
14 Pout Pourri: Seus Beijos / Adoro Amar Você


FÁBIO JR - (1999) FOCUS (O ESSENCIAL DE FÁBIO JR)

Fábio Correa Ayrosa Galvão, conhecido como Fábio Júnior ou Fábio Jr. (São Paulo - SP, 21 de novembro de 1953) é um cantor de música popular romântica e um ator brasileiro. Teve vários papéis de protagonista na Rede Globo. Atualmente, esta sem fazer novelas desde de 1998, seu último trabalho foi na novela "Corpo Dourado".

Começou na música tocando com os irmãos em grupos como "Os Colegiais", "Os Namorados", "Bossa 4" e "Arco-Íris". Mais tarde (em 1971), lançou-se em carreira solo, gravando canções em inglês (com pseudônimos como Uncle Jack e Mark Davis, sendo que como o último teve um hit, "Don't Let Me Cry", de 1973).

Adotou o pseudônimo de Fábio Júnior para não ser confundido com o ator Flávio Galvão e começou a apresentar, ao lado do cantor Sílvio Brito, o programa Hallelluyah!, na extinta TV Tupi.

A televisão foi um meio fundamental para a carreira de Fábio. Gravou seu primeiro compacto como Fábio Júnior, em 1975. No ano seguinte, participou de sua primeira telenovela, "Despedida de Casado", que foi censurada. Sua estréia na tela se deu na novela "Nina", mas uniu seus dois talentos em um Caso Especial chamado "Ciranda Cirandinha", na Rede Globo, que se tornou série. No episódio "Toma que o Filho é Teu", lançou a música "Pai", que inspirou a novela "Pai Herói", em 1979. Até hoje, esta é sua canção mais emblemática.

Em 1980, atuou pela única vez no cinema, no filme "Bye Bye, Brasil", de Cacá Diegues. Seu primeiro LP foi lançado em 1981, mas Fábio Júnior não abandonou a carreira de ator, trabalhando nas novelas "Cabocla", em 1979, "Água Viva", em 1980, "O Amor É Nosso", em 1981, e "Louco Amor", em 1983, todas na Rede Globo. Em 1983, gravou seu primeiro especial para a TV, "Nunca Deixe de Sonhar", e passou a dedicar-se somente à carreira de cantor, cuja tradição em baladas românticas já haviam lhe dado o epíteto de sucessor de Roberto Carlos.

O casamento com a atriz Glória Pires (garantindo o papel de "casal perfeito", que os levou a representar "Romeu e Julieta" em um especial de televisão) também garantiu os holofotes necessários ao cantor. Em 1982, nasceu sua primeira filha, a também atriz Cléo Pires. Em 1985, voltou à TV com a novela "Roque Santeiro" e trocou a Som Livre pela CBS. Na nova gravadora, passou a dedicar-se à sua carreira em castelhano, que culminou em 1987, quando ganhara o prêmio "Antorcha de Plata" (Tocha de Prata) no festival chileno de Viña del Mar. Nesse mesmo ano, gravou a canção "Sem Limites pra Sonhar" com a cantora britânica Bonnie Tyler (que cantava a parte da letra em inglês).


(Fonte: Letras .com.br.)


Faixas:

01 Esqueça (Forget Him)
02 Pareço Um Menino
03 Entrega
04 Pai
05 Eu Nunca Estive Tão Apaixonado
06 Desejos
07 Ela Está Indo (She's Leaving)
08 Impossível Acreditar Que Perdi Você
09 Desculpe O Auê
10 Minha Namorada
11 Abandono
12 Ela É Parte De Mim
13 Seu Melhor Amigo
14 Não Me Condene
15 Amarrados
16 Quando Gira O Mundo
17 Desculpe, Mas Eu Vou Chorar
18 Alma Gêmea
19 Na Canção
20 Só Você


ROBERTO LEAL - (1996) REFAZENDO HISTÓRIA (VOL. 1)

Aos onze anos de idade, em 1962, António Joaquim Fernandes (nome de nascimento de Roberto Leal), emigrou para o Brasil, juntamente com os pais e dez irmãos, em cinco viagens.

Em São Paulo (SP), após trabalhar como sapateiro e vendedor de doces, iniciou sua carreira de cantor de fados e músicas românticas. Graças ao sucesso alcançado na década de 1970, apresenta-se como um embaixador da cultura portuguesa no Brasil.

Ficou célebre o seu refrão "ai, cachopa, se tu queres ser bonita, arrebita, arrebita, arrebita", após aparição no Programa do Chacrinha. Vendeu milhares de discos, fazia sucesso nos programas de auditório e por muitos, era considerado muito simpático.

Roberto Leal é frequentemente citado pela imprensa e por pesquisas como o mais conhecido português no Brasil, acima de nomes como Mário Soares, José Saramago, Fernando Pessoa e possivelmente até mesmo Pedro Álvares Cabral. Com seu jeito educado e carismático, leva mensagens de fé a milhões de pessoas em todos os países de língua portuguesa e também faz shows em outros países onde existe colônia portuguesa.

Costuma gravar músicas com mistura de ritmos lusos e brasileiros, tornando-se um cantor popular para uns e criticado por outros.

Já gravou CDs com ritmo de forró, românticas e quase todo o seu repertório é composto de faixas de sua autoria, em parceria com sua esposa Márcia Lúcia, companheira e mãe de seus três filhos brasileiros.

Ainda hoje, é aclamado como cult por brasileiros de todas as idades. Atualmente, tenta resgatar sua imagem como cantor português em sua terra natal. Lançou no ano de 2007 o CD "Canto da Terra", lançando algumas músicas em mirandês, para divulgar a segunda língua oficial de Portugal.

Ele já vendeu mais de dezessete milhões de discos e tem mais de trezentas canções gravadas. Chegou a participar de um filme sobre sua própria vida, chamado "O Milagre", que bateu recordes de bilheteria.

É um dos compositores do atual hino da Portuguesa de Desportos, de São Paulo.


(Fonte: Letras .com.br.)


Faixas:

01 Menina Faceira
02 Na Casa Da Mariquinha
03 Arrebita
04 Minha Gente
05 Mocinhas Da Cidade
06 O Malhão
07 Caninha Verde
08 Ai, Verdinho! Meu Verdinho!
09 Senhora Da Serra
10 Bate O Pé
11 As Pernas Da Carolina
12 Chora, Carolina
13 O Toque Da Concertina
14 Calix Bento


PERLA - (1998) SELEÇÃO DE OURO (20 SUCESSOS)

Perla, nome artístico de Ermelinda Pedroso Rodríguez D'Almeida (Caacupé, 17 de março de 1952), é uma cantora paraguaio-brasileira.

Nascida e criada no Paraguai, mudou-se para o Brasil bem jovem, em busca de oportunidades e desafios. Consagrou-se na década de 1970, com o sucesso "Fernando", versão em português de uma música do grupo Abba, dessa mesma década. Ao longo de sua carreira, vendeu mais de dez milhões de discos e ganhou em sua carreira dez discos de outro e três de platina, entre outras premiações.


(Fonte: Letras .com.br.)


Faixas:

01 Amor De Minha Vida (Amor De Mi Vida)
02 Pajaro Chogui
03 Meu Primeiro Amor (Lejania)
04 Juro
05 Granada
06 Imposible Creer Que Te Perdi (Impossível Acreditar Que Perdi Você)
07 Vem Sorrir, Vem Cantar
08 Amor, Fonte Da Vida
09 Colcha De Retalhos
10 Malagueña
11 Pobre Diabo (Pobre Diablo)
12 Dá-Me, Dá-Me, Dá-Me
13 Mercedita
14 Un Día De Calor
15 Preste Atenção (Fais Attention)
16 Só Você Entende Minha Vida
17 Falhaste, Coração (Fallaste Corazón)
18 Queixas
19 Espere Um Pouco... Um Pouquinho Mais (La Nave Del Ouvido)
20 Amante Querido


sábado, 26 de novembro de 2016

FRANKITO LOPES - (2015) RARIDADES

O mês de novembro é um mês de tristes lembranças para os fãs do saudoso Frankito Lopes.

Amanhã, dia 27 de novembro, completam-se oito anos do falecimento da lenda conhecida como "O Índio Apaixonado", ou "O Rei dos Bregueiros".

Pra rememorar a trajetória do cantor, o MÚSICA DAS ANTIGAS posta uma boa seleção de raridades de sua carreira. A coletânea é do blogue parceiro Brega Blog e traz pérolas da época em que Frankito era conhecido como Senin e cantava em duetos caipiras com Ninico, Branquinho e Adolfinho.


Faixas:

01 Quem Ama Perdoa (1960) (Com Ninico)
02 Pé De Cedro (1963) (Com Ninico)
03 Goteira (1968) (Com Branquinho)
04 Sozinho Em Meu Quarto (1988)
05 Belezas Do Araguaia (1960) (Com Ninico)
06 Recanto De Sonho (1968) (Com Branquinho)
07 O Novo Mato-Grosso (1968) (Com Branquinho)
08 Não Vai Ser Adeus (1988)
09 Morrendo De Dor (1960) (Com Ninico)
10 Bar Da Boemia (1960) (Com Ninico)
11 Minhas Lágrimas (1970) (Com Adolfinho)
12 Professora (1988)
13 Quero Dormir Em Teus Braços (Ao Vivo)

linque

MAURO COTTA - (1998) AS MELHORES DE MAURO COTTA

Mauro Cotta iniciou sua carreira entre as décadas de 70 e 80, durante o primeiro movimento do brega no Pará. Músicas como "Minha Amiga", "Tchau, Bye Bye" e "Foi Assim" embalaram a trilha sonora dos adolescentes.

Cotta surgiu junto com Ted Max (autor de "Ao Pôr-do-sol"), Francis Dalva, Miriam Cunha e Carlos Santos, quando o brega e as aparelhagens estavam surgindo.


(Fonte: Portal ORM.)


Faixas

01 Minha Amiga
02 Foi Assim
03 Vem, Amor
04 Paz, Amor E Prazer
05 Longe De Você
06 Te Quero Natural
07 Regresso
08 Diz Que Me Ama
09 Caminhos Diferentes
10 Vira-Lata Do Amor
11 Sem Querer
12 Pic-Nic
13 Cicatrizes
14 Loucos Momentos
15 Domingo De Manhã
16 Você Me Enganou
17 Colorida Paixão
18 Minha Paixão


CARLOS SANTOS - (2015) GRANDES SUCESSOS (VOL. 01)

Uma das melhores coletâneas do cantor paraense Carlos Santos, "Grandes Sucessos" cumpre bem o que promete. 

Lançada no ano passado, 2015, o disco é daquelas seleções que você fica pensando como seria possível outra tão completa e mais representativa de sua vasta carreira.

Um prato cheio para os fãs d"O Amigo do Povo"!


Faixas:

01 Só Pra Você
02 O Remador
03 Bom Barqueiro
04 Venha Dançar
05 Lambada Do Piripiri
06 Brincadeira De Roda
07 Quero Você
08 Peço Arrego
09 Horóscopo
10 Eterno Apaixonado
11 Amor Feliz
12 O Vira
13 Oh! Marinheiro
14 Incendeia
15 Meu Coração Gamou
16 Paraíso De Amor
17 Telefonista
18 Aquele Beijo
19 Vem, Menina
20 Lari Lari
21 O Caminhoneiro
22 A Carta
23 Não Chore, Não
24 O Vaqueiro
25 O Pescador
26 Poço Milagroso
27 Melô Do Beijo


JÚLIO NASCIMENTO - (2002) 20 SUCESSOS DE JÚLIO NASCIMENTO

O cantor Júlio Nascimento é daqueles inimitáveis que merecem um lugar cativo no nosso panteão da música brega. Sua obra inconfundível, da mais pura linhagem da "música do povo", merece também igual espaço por aqui.

Todo mês de novembro é assim... No mês de aniversário do eterno cantor de "Leidiane", a gente posta essa boa e rara coletânea do ídolo maranhense, que já completa seus quarenta e dois anos de idade e outros vinte e cinco de carreira.


Faixas:

01 Lábios De Mel
02 Meu Grande Amor
03 As Mulheres Do Júlio
04 Beijo Bom
05 Lençol Amarrotado
06 Me Beije
07 Ainda Me Iludo
08 Menino De Rua
09 Minha Deusa
10 Rosariana
11 Gigolô Da Leidiane
12 Amigo Garçon
13 Ana
14 Me Leve Com Você
15 Adriana
16 Não Me Faça De Bobo
17 Mulheres Sem Coração
18 Secretária
19 De Amor, Estou Morrendo
20 Garimpeiro Sofredor

linque

ELINO JULIÃO - (1981) MEU BAUZINHO DE FELICIDADE

Elino Julião foi um cantor de forró conhecido pela forte ligação à cultura da região do Seridó, no Rio Grande do Norte.

Filho de Sebastião Pequeno, tocador de cavaquinho e concertina, foi menino butador d'água junto ao seu estimadíssimo jumentinho "Moleque", no sítio Tôco, onde cantarolava batendo numa lata as modinhas que aprendia na festa de Sant'Ana em Caicó (RN). Na casa grande da fazenda, onde se reuniam os moradores da redondeza, Elino Julião fazia a alegria da rapaziada. Costumava sair da fazenda descalço e a pé, rompendo dezoito quilômetros de caatinga para bater a famosa " peladinha" em frente à Igreja de Sant'Ana na cidade de Caicó e articular-se, claro, para cantar na sede do Caicó Esporte Clube, no domingo à tarde. Cantar para Elino, já era êxtase.

Nos anos 1950, destemidamente, o garoto de catorze anos "pegou morcego" no caminhão de Artur Dias e veio para Natal (RN). Escondeu-se no bairro das Quintas e logo garantiu seu espaço para cantar no programa "Domingo Alegre", da Rádio Poti, junto ao radialista Genar Wanderley e no animado "Forró da Coréia", onde hoje é o estádio de futebol Machadão - forró esse que o inspirou a compor um dos seus grandes sucessos: "O Forró da Coréia".

Menino esperto que trouxe no sangue as raízes do autêntico "forró pé de serra" do sertão nordestino, registrou e divulgou com originalidade e alegria a cultura e as tradições dos folguedos populares nordestinos por mais de quatro décadas.


(Fonte: Wikipedia.)


Faixas:

01 Meu Bauzinho De Felicidade
02 A Menina Dos Meus Olhos
03 A Dança Do Friquitiado
04 Vou Criar Coragem
05 Ainda Te Amo
06 Carregado De Amargura
07 Com Outro No Coração
08 Traição Ao Criador Do Mundo
09 O Primeiro Beijo
10 Mariana
11 Não Consigo Lhe Esquecer
12 Entrei Na Sua


sábado, 19 de novembro de 2016

FRANCISCO CUOCO - (1977) FRANCISCO CUOCO (COMPACTO)

Para finalmente completar a discografia do bardo brega Francisco Cuoco, o MÚSICA DAS ANTIGAS orgulhosamente apresenta o último compacto que faltava: "Francisco Cuoco", de 1977. Foi árdua a busca até chegarmos à discografia completa. Mais adiante, a gente posta ela toda de uma vez só, pra facilitar. Enquanto isso, vamos aproveitando esta raridade do grande Chico Cuoco.

No compacto lançado no ano de 1977, estão, nada mais, nada menos, que quatro de seu principais sucessos: "Momentos Inesquecíveis", "Love Letters (Cartas de Amor)", "Rock And Roll Lullaby (Pensando)" e "Dio, Come Ti Amo (Deus, Como Te Amo)"... Pérolas que dão a dimensão da grandiosidade brega do astro global.


Faixas:

01 Momentos Inesquecíveis
02 Love Letters (Cartas De Amor)
03 Rock And Roll Lullaby (Pensando)
04 Dio, Come Ti Amo (Deus, Como Te Amo)


WALDIRENE - (1967) WALDIRENE (COMPACTO SIMPLES)

Waldirene (nascida Anabel Fraracchio, em São Paulo - SP, em 24 de setembro de 1948) é uma cantora brasileira que integrou a Jovem Guarda na década de 1960.

Fez muito sucesso com a música "A Garota do Roberto" e gravou discos no Brasil e na Argentina, vendendo um milhão de cópias. Ganhou alguns dos principais prêmios da época, além de participar de vários programas de televisão. Atuou na peça "Romeu e Julieta" ao lado de Hebe Camargo. Atualmente, está na turnê intitulada "40 Anos da Jovem Guarda".


(Fonte: Wikipedia.)


Faixas:

01 A Garota Do Roberto
02 Só Vou Gostar De Quem Gosta De Mim


CLAUDETTE SOARES - (1970) FEITINHA PRO SUCESSO OU QUEM NÃO É A MAIOR TEM QUE SER A MELHOR (COMPACTO DUPLO)

Claudette Colbert Soares, Claudete Soares ou Claudette Soares, começou sua carreira muito cedo: foi revelada no programa "A Raia Miúda", de Renato Murce, na Rádio Nacional. Apresentou-se no programa da Rádio Mauá chamado "Clube do Guri", de Silveira Lima. Depois, também se apresentou no programa Papel Carbono, de Renato Murce. Na Rádio Tupi, participou do programa "Salve o Baião!", conhecendo Luiz Gonzaga, o "Rei do Baião". Ele a apelidou de "Princesinha do Baião". Ainda na década de 1950, na Rádio Tamoio, ela apresentou ao lado de Ademilde Fonseca o programa "No Mundo do Baião" (programa de Zé Gonzaga, irmão do Luís).

Silvinha Telles chamou-a para substituí-la como cantora na boate do Plaza, no final da década de 1950. Dividiu o palco com Luiz Eça, João Donato, Baden Powell e Milton Banana e outros músicos. Participou do programa de TV " Brasil 60", da apresentadora de TV e atriz Bibi Ferreira, pela TV Excelsior - Canal 9, de São Paulo (SP). Divulgou as canções da Bossa Nova em São Paulo, nas casas noturnas Baiúca, Cambridge e João Sebastião Bar. Inaugurou a boate Ela, Cravo e Canela, junto com o pianista Pedrinho Mattar, apresentando o espetáculo "Um Show de Show". Em 1967, compareceu ao programa de TV Jovem Guarda, da TV Record, (Rede Record), Canal 7 de São Paulo, ocasião em que interpretou "Como É Grande o Meu Amor Por Você" (Roberto Carlos/Erasmo Carlos). Casou-se com o músico Júlio César Figueiredo, em 1972. Seu grande sucesso, "De Tanto Amor", foi um presente de casamento dado por Roberto Carlos, que foi seu padrinho. Veio a divorciar-se na década de 1990. Tinha um projeto junto com Dick Farney de gravar uma série de músicas brasileiras, mas, com a morte do amigo, isso foi abandonado. Claudette retomou à sua carreira artística, depois do seu divórcio. Fez turnês por Paris e Lisboa.


(Fonte: Wikipedia.)


Faixas:

01 Juliana
02 Que Maravilha
03 Carolina, Carol Bela
04 Feitinha Pro Poeta


FRANCISCO PETRÔNIO - (1994) COISAS QUE NÃO VOLTAM MAIS

Filho de imigrantes italianos, nascido no bairro do Bexiga, em São Paulo, há oitenta e três anos, quarenta e seis anos de carreira, casado com Rosa Petrone há sessenta anos, três filhos e seis netos, ao contrário do que se possa supor, vive uma intensa atividade artística. Eis Francisco Petrônio, também conhecido como 'A voz de veludo do Brasil', denominação dada pelo apresentador Aírton Rodrigues.

O sangue italiano talvez tenha sido o responsável por sua paixão pela música. "Quando eu era criança, contava ele, meu pai chamava amigos e companheiros e me colocava sobre uma cadeira para que eu cantasse. Ser cantor era um sonho de criança que apenas em 1961 tornou-se realidade. Eu era taxista e costumava cantar enquanto dirigia. Numa dessas corridas, um passageiro gostou de minha voz e acabei sendo convidado para fazer um teste na TV Tupi. Cantei e o Cassiano Gabus Mendes, que na época era diretor artístico da emissora, gostou e me contratou para a Rádio e para a TV Tupi".

Humilde, Petrônio, dono de uma das mais belas vozes do país, diz que seu sucesso só foi possível graças ao apoio de grandes amigos, como o apresentador Aírton Rodrigues. "Nunca fui um cantor de estourar nas paradas. Considero-me um cantor da velha guarda que continua lutando por seu espaço. Nesses quarenta e seis anos, as dificuldades foram muitas, mas nos últimos tempos as dificuldades aumentaram, talvez em virtude de minha idade. No Brasil, as pessoas, a partir de uma certa idade, são marginalizadas, não só na TV ou nas rádios, mas de modo geral". Desabafava, acrescentando "o desrespeito com as coisas do passado é grande. As TVs deveriam, junto com os sucessos atuais, dar um espaço mínimo para a velha guarda. Nós também temos que sobreviver com um mínimo de dignidade.

Para Petrônio, na realidade não falta espaço para os cantores da velha guarda. "Acabaram é tirando o nosso espaço para colocar cantores mais bonitos ou grupos com rebolantes moças usando pouca roupa".

Nos quarenta e seis anos de carreira, Petrônio gravou cinquenta e cinco discos. Mais recentemente, em maio de 2005, gravou "No Palco nº. 1" e, em maio de 2006, no "Palco nº. 2, com Francisco Petrônio". “Este é um CD que quero passar aos meus fãs, com algumas musicas que canto pelo Brasil”.

Romântico, diz que a música que marcou sua vida foi o "Baile da Saudade", gravada em 1964. Na letra, faz referência a duas valsas de Zequinha de Abreu: "Branca" e "Aurora."  

Petrônio declarou: "Continuo fazendo o que melhor sei fazer, ou seja, cantar. Até quando não sei, Deus é quem dirá. A única certeza que tenho é que estou aqui de passagem e preciso entoar meu cântico aos que gostam de me ouvir cantar."

Francisco Petrônio
8/11/1924 à 19/01/2007.


(Fonte: Página oficial do cantor.)


Faixas:

01 Coisas Que Não Voltam Mais
02 Ciúme (Jalousie)
03 Sertaneja
04 Fascinação (Fascination)
05 Minha História
06 Dá-Me Tuas Mãos
07 Número Um
08 Sonhar E Nada Mais (Soñar Y Nada Más)
09 Adios, Muchachos
10 Serenata
11 Como Tu, Ninguém
12 Roleta Da Vida


MARCIO JOSÉ - (2016) BOLEROS ETERNOS

José Márcio Loreno de Assumpção, conhecido artisticamente por Márcio José, foi um cantor brasileiro.

Na infância, Márcio José cantava em todas as festas de seu colégio. Estudou piano e integrou o "Bando dos Cariúnas", com Helvius Vilela. Fez parte dos movimentos da MPB, com Milton Nascimento, Paulinho Paiva, Nivaldo Ornelas, Pascoal Meirelles e Márcio Borges.

Iniciou a carreira cantando em casas noturnas de Belo Horizonte (MG), nas rádios Guarani e Inconfidência e na TV Itacolomi, onde conheceu Clara Nunes e Rosana Toledo. Ao lado de Aécio Flávio, Chiquinho Braga e Waltinho, formou a "Banda Bacana", e em 1969, participou do Festival Internacional da Canção, interpretando uma canção de Toninho Horta e Márcio Borges. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1970, participando da orquestra de Ed Maciel na condição de convidado.

Em "O Telefone Chora", maior sucesso de sua carreira, Márcio dialoga com uma suposta filha que não o conhecia e perguntava sobre a mãe, tratando o cantor como "titio". A voz da menina é da atriz e dubladora Aliomar de Matos, que dublava Sally Field na série The Flying Nun ("A noviça voadora"). Interrompeu a carreira em 1996, devido a problemas de saúde, e veio a falecer em agosto de 2002, aos 59 anos.


(Fonte: Wikipedia.)


Faixas:

01 Que Será?
02 Sem Ti (Sin Ti)
03 Angústia (Angustia)
04 Sonhei Contigo
05 O Telefone Chora (Le Téléphone Pleure)
06 La Puerta
07 Uma Aventura A Mais (Una Aventura A Más)
08 La Barca
09 Para Que Não Me Esqueças (Para Que No Me Olvides)
10 Camarim
11 Você (Usted)
12 Muito Coração (Mucha Corazón)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BITCOINS GRÁTIS!

BITCOINS GRÁTIS!
Acesse e ganhe Bitcoins grátis: a moeda que mais valoriza no mundo...

Marcadores

A Patotinha (1) Abdias (2) Abílio Farias (7) Abílio Manoel (1) Absyntho (1) Adelino Nascimento (12) Adilson Ramos (8) Adriana (7) Adriano Santa Cruz (1) Agepê (1) Agildo Ribeiro (1) Agnaldo Rayol (2) Agnaldo Timoteo (17) Alcides Gerardi (1) Aldo Sena (1) Alípio Martins (14) Almir Ricard (1) Almir Rogério (7) Altemar Dutra (2) Amado Batista (18) Amelinha (1) Amilton Lelo (10) André Amazonas (1) Angela Maria (4) Angélica (1) Angelo Máximo (10) Anísio Silva (2) Antonio Carlos e Jocafi (1) Antonio Marazona (1) Antonio Marcos (21) Ary Lobo (1) Ary Toledo (1) Assisão (1) Augusto César (3) Babau do Pandeiro (6) Balthazar (7) Banda Cabeça Enfeitada (1) Barros de Alencar (12) Bartô Galeno (15) Bebeto (2) Benito di Paula (2) Beto Barbosa (6) Betto Dougllas (5) Biafra (7) Bianca (2) Bicho Véi do Brega (1) Boas-vindas (1) Borba de Paula (2) Canarinhos de Petrópolis (1) Capital do Sol (1) Carlito Gomes (3) Carlos Alberto (6) Carlos Alexandre (20) Carlos André (9) Carlos Colla (3) Carlos Gonzaga (2) Carlos José (1) Carlos Santos (8) Carlos Silva (1) Carmen Silva (12) Cast RCA (1) Cauby Peixoto (6) Célio Roberto (5) Cesar Sampaio (8) Chacrinha (1) Chico Amaro (1) Chico Lopes (1) Cid Moreira (1) Claudette Soares (2) Claudia (1) Claudia Barroso (11) Cláudia Telles (3) Claudio de Barros (1) Claudio Di Moro (3) Cláudio Fontana (4) Claudio Galeno (1) Claudio Roberto (3) Clemilda (1) Coro Infantil da FuNaBEM (1) Coroné (1) Coronel Ludugero (1) Cristiano Neves (1) Demetrius (1) Denis e Demian (1) Diana (18) Dicró (1) Dino Rossi (1) Discografia (14) Donizeti (2) Dory Edson (1) Dudu França (4) Ed Wilson (1) Édel Reis (2) Edelson Moura (1) Edson de Oliveira (1) Edson Duarte (4) Eduardo Araújo (3) Eli Correa (1) Eliana Pittman (1) Elino Julião (10) Elisângela (3) Elizabeth (2) Elymar Santos (1) Erasmo Carlos (7) Evaldo Braga (20) Evaldo Freire (8) Evinha (2) Fábio (1) Fábio Jr (9) Fafá De Belém (2) Falcão (7) Fernando Lelis (10) Fernando Luiz (5) Fernando Mendes (25) Franc Landi (1) Francis Dalva (3) Francisco Cuoco (13) Francisco Petrônio (7) Frankito Lopes (14) Fredson (6) Genghiskan (1) Genival Lacerda (9) Genival Santos (12) Geraldo Nunes (3) Giane (3) Gilberto Lemos (4) Gilberto Reis (1) Gilliard (14) Gilson (3) Gretchen (7) Harmony Cats (1) Heleninha (1) Heleno (5) Helio Portinhal (2) Hermes Aquino (1) Ismael Carlos (10) Ivan Peter (3) Ivon Cury (1) J. Aquino (5) Jacinto Limeira (1) Jair Rodrigues (1) Jane e Herondy (12) Jayne (1) Jerry Adriani (16) Jessé (1) Joanna (3) João Dias (1) João Gonçalves (2) João Só (1) João Viola (2) Joelma (9) Jorginho do Império (1) José Augusto (19) José Augusto Sergipano (1) José Orlando (4) José Ribeiro (8) José Roberto (5) Juanita (3) Juanita e Richard (3) Juca e Jeca (1) Juca Medalha (1) Julia Graciela (2) Júlio César (6) Júlio Nascimento (4) Kátia (13) Katia Cilene (1) Kleber (1) Lafayette (3) Latino (1) Leila (1) Leila Silva (1) Lenita Santos (1) Leno (2) Leno & Lilian (3) Leonardo (2) Lilian (9) Lindomar Castilho (17) Lindomar Lins (1) Lindú (1) Los Angeles (1) Luan e Vanessa (1) Luiz Américo (2) Luíz Caldas (1) Luiz Carlos Magno (3) Mamonas Assassinas (1) Mara (1) Marcelo (1) Marcelo Reis (4) Marcio França (3) Marcio Greyck (16) Marcio José (11) Marcos Roberto (10) Marcos Sabino (1) Marcus Pitter (1) Maria Alcina (3) Marinês (1) Mario Gomes (1) Maritza Fabiani (1) Marizinha (1) Markinhos Moura (3) Martinez (1) Martinha (7) Matogrosso e Mathias (1) Maurício Mattar (1) Maurício Reis (9) Maurinho da Mazzei (1) Maurinho Jr (1) Mauro Celso (3) Mauro Cotta (1) Mauro Sérgio (1) Meire Rose (1) Messias Holanda (4) Michael Sullivan e Paulo Massadas (2) Miguel Angelo (1) Miguel De Deus (1) Miltinho Rodrigues (1) Moacyr Franco (10) Nahim (3) Nalva Aguiar (6) Nelson Gonçalves (8) Nelson Montenegro (1) Nelson Ned (8) Nilton César (10) Nilton Lamas (5) Nora Ney (5) Noriel Vilela (1) Núbia Lafayette (10) Odair José (30) Onildo Almeida (1) Orlando Dias (4) Orlando Silva (2) Os 3 do Nordeste (1) Os Incríveis (2) Osvaldo Oliveira (2) Oswaldo Bezerra (5) Ovelha (5) Patrick (1) Paulo de Paula (4) Paulo Diniz (3) Paulo Henrique (2) Paulo Márcio (3) Paulo Moraes (1) Paulo Sergio (19) Peninha (9) Perla (19) Pholhas (1) Pinduca (3) Raimundo Soldado (9) Raul Gil (1) Raul Seixas (3) Raulzinho (1) Regina Duarte (1) Reginaldo Rossi (27) Renato e Seus Blue Caps (2) Ricardo Braga (11) Rita Cadillac (1) Ritchie (2) Roberto Barradas (2) Roberto Barreiros (2) Roberto Leal (6) Roberto Luna (1) Roberto Müller (6) Roberto Nunes (1) Ronaldo Adriano (6) Ronaldo Resedá (1) Ronnie Von (8) Rony Cardoso (1) Rosana (7) Rosemary (8) Rossini Pinto (1) Rufino (1) Sandra De Sá (1) Sandro Becker (4) Sara Sonaya (1) Sarajane (1) Sérgio Mallandro (9) Sérgio Reis (5) Sidney Magal (8) Silvana (1) Silvinha (2) Silvinho (3) Sol (2) Sueli (1) Sula Mazurega (1) Sula Miranda (1) Sylvinho (2) Tarântulas (1) Tarcys Andrade (1) Teixeira de Manaus (2) Tetê Espíndola (1) The Clevers (1) The Fevers (6) The Golden Boys (1) Tião Macalé (1) Tiririca (2) Tony Damito (3) Trio Esperança (1) Trio Irakitan (1) Trio Nordestino (1) Trio Xamego (1) Tutti-Frutti (1) Vanusa (12) Vários Artistas (120) Verônica Sabino (1) Vic McKenzie (1) Virgilio (1) Wagner Montes (2) Waldick Soriano (28) Waldir Ramos (3) Waldirene (6) Waleska (1) Walter Basso (3) Wanderléa (8) Wanderley Andrade (1) Wanderley Cardoso (8) Wando (14) Wilson Miranda (1) Yahoo (1) Zé Calixto (1) Zenilton (3) Zezinho Barros (1)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...