segunda-feira, 29 de agosto de 2016

PAULO MÁRCIO - (2001) PAULO MÁRCIO RECORDA O IRMÃO CARLOS ALEXANDRE

Em um disco-tributo repleto de sentimentos, Paulo Márcio reencontra o saudoso irmão e dos maiores ídolos da música popular brasileira, Carlos Alexandre.

Mais gratificante que ouvir novas versões de músicas do imortal Carlos Alexandre, é poder ouvir a conjunção de dois dos grandes nomes da música romântica, raramente testemunhada enquanto Carlos Alexandre estava vivo.

Vai aí, então, uma dupla homenagem aos irmãos Bezerra.


Faixas:

01 Final De Semana
02 Por Que Você Não Responde?
03 Se Você Fosse Por Mim
04 Bichinho De Estimação
05 Palavras De Carinho
06 A Ciganinha
07 Toque Em Mim
08 Cartão Postal
09 Queria Eu
10 Velha Foto
11 Sertaneja
12 Timidez
13 Já Troquei Você Por Outra
14 Índia
15 Não Marco Encontro Por Telefone


MARCIO JOSÉ - (2013) BOLEROS

O eterno cantor de "O Telefone Chora", Marcio José, surge de novo por aqui com um disco de 2013, repleto de regravações de antigos sucessos de sua longa carreira. Também, resgatamos essa pérola em razão de sua raridade, pois não nada fácil encontrar qualquer material do cantor pelas lojas do ramo ou mesmo por sebos de usados.

Estão aqui, em novas regravações, as clássicas "O Telefone Chora", "Para Que Não Me Esqueças", "Angústia ", "Camarim", "La Puerta", "Angústia" e tantos outros boleros, hinos da dor de cotovelo.


Faixas:

01 Que Será?
02 Sem Ti (Sin Ti)
03 Angústia (Angustia)
04 Sonhei Contigo
05 O Telefone Chora (Le Téléphone Pleure)
06 La Puerta
07 Uma Aventura A Mais (Una Aventura A Más)
08 La Barca
09 Para Que Não Me Esqueças (Para Que No Me Olvides)
10 Camarim
11 Você (Usted)
12 Muito Coração (Mucha Corazón)


HELENO - (1976) FIQUE AQUI COMIGO

A carreira artística de Miguel Ángel Espinosa (Heleno) foi bastante curiosa. Nasceu em Buenos Aires, Argentina, em dezembro de 1941, e enquanto criança não teve nenhuma diferença em relação aos demais meninos que andavam a cavalo ou jogando futebol. Mas, a característica daquela época foi que sua paixão pela música melódica crescia dia a dia, ao ponto em que abandonou tudo para dedicar-se a cantar.

Como era menor de idade, teve alguns problemas para apresentar-se em boates e clubes noturnos, nos quais fez suas primeiras apresentações como cantor. Tinha pouco mais de quinze anos, mas seu físico e seus traços adultos o ajudavam. Assim, passou doze anos, sempre atuando em locais noturnos, com os nomes de Darío Coty ou Christian.

Mas, sua verdadeira iniciação artística, sua grande partida para o sucesso em larga escala, se deu quando já aproximava os trinta anos. Três conhecidos jornalistas do meio artístico o viram atuar em uma boate portenha e se surpreenderam com suas qualidades vocais. Imediatamente, encaminharam os primeiros testes na RCA da Argentina. Já com o nome de Heleno, passou pelo teste e se pôs a apresentar-se nos clubes da capital federal argentina e da Grande Buenos Aires, além de incursionar em shows televisivos, onde conseguiu um singular sucesso e o apreço de milhares de jovenzinhas, que o converteram rapidamente em um ídolo da canção.

A carreira de Heleno, a partir daí, foi meteórica. Seu primeiro grande sucesso foi "A Menina da Boutique (La Chica de la Boutique)", em 1971, que vendeu mais de quatrocentos mil compactos simples e lhe rendeu seu primeiro disco de ouro, além de encabeçar durante várias semanas os rankings de vendas.

Depois vieram temas como "Menina Mulher (Niña Mujer)", "Em um Microfone (En un Micro)" e outros mais, todos os quais eram de sua inspiração e receberam favoráveis acolhidas por parte do público juvenil, especialmente feminino. Então, gravou seu primeiro LP: "La Chica de la Boutique".

A velocidade com que se estabeleceu não foi menos surpreendente que a fertilidade de sua inspiração para produzir. Completou mais dois LPs e vários compactos simples até superar uma dúzia.

Ao final de 1973, teve grande sucesso com "Não São Palavras Lindas (No Son Palabritas)", um tema que foi um verdadeiro boom. Vendeu cento e vinte mil cópias na Argentina, duzentas mil no México e quatrocentas mil no resto da América Latina. Obteve novos discos de ouro. Essa mesma canção foi gravada em português, para incursionar no mercado brasileiro, em francês e em alemão.

Compositor da quase totalidade de suas canções, Heleno tocava violão constantemente, como um vício, buscando criar novos temas. Em 1973, visitou treze países americanos, inclusive Brasil e Estados Unidos, recebendo aplausos dos mais diversos públicos, além de convites para voltar a apresentar-se em festivais e concertos.


(Fonte: Verano Retro - traduzida livremente por nós.)


Faixas:

01 Fique Aqui Comigo
02 Já Sabes Que Te Amo
03 Não Chores Mais
04 Ao Lembrar, Me Consolo
05 Eu Jamais Te Aceitarei
06 Seus Olhos Se Cerraram
07 Despertar Com Meu Amor
08 Tenho Ciúme
09 Saberás
10 De Volta
11 Ela É Uma Menina
12 Nossa Viagem


DONIZETI - (1990) O MELHOR DE DONIZETI

Donizetti, cantor brasileiro, morador do município de São Paulo (SP), começou sua carreira ainda menino, na década de 1980. É conhecido como "O Príncipe da Canção" devido à força de sua voz.

Conquistou o país com a música "Galopeira" e venceu o festival "América, Esta És Tu Canción", promovido pelo SBT, no México. A partir daí, viu sua carreira decolar.

Ganhou prêmios como um disco de ouro e participou de diversos programas de televisão.

Como apresentador de televisão, já trabalhou na Rede Record, na qual apresentou o programa Especial Sertanejo, que também foi apresentado pelo cantor Marcelo Costa.

Atualmente, atua como locutor, apresentando o programa com o mesmo nome do programa da televisão, "Especial Sertanejo", na Rádio Record, em que recebe telefonemas de ouvintes de todo o Brasil.

Donizetti chegou a formar uma dupla sertaneja com seu irmão Eduardo, denominada "Donizetti & Eduardo", com quem apresentou-se pelo Brasil com seus brilhantes shows.


(Fonte: Wikipedia.)


Faixas:

01 Galopeira
02 O Menino Boiadeiro
03 Dom De Cancioneiro
04 O Canto Da Araponga
05 Apaixonado
06 O Menino Que Falou Com Deus
07 Canção Do Jornaleiro
08 Canarinho Dobrador
09 O Menino Engraxate
10 Malaguenha
11 Canção Pra Mamãe
12 Pergunte A Deus
13 Vaqueiro Solitário
14 Pai Adotivo


ODAIR JOSÉ - (1987) GRANDES SUCESSOS DE ODAIR JOSÉ

A rara coletânea de Odair José, "Grandes Sucessos de Odair José", da gravadora RGE, foi lançada originalmente em 1987, como comemoração pelos dezessete anos de carreira do cantor. O disco trazia inusitadamente não as suas canções mais celebradas de sempre, mas alguns dos registros mais significativos para Odair José, desde o início de sua carreira. Pra gente, a presente coletânea-homenagem serve agora para celebramos o seu último aniversário, ocorrido no dia 16 de agosto. Odair José completou sessenta e oito anos de idade.

Estão aqui "Canção dos Namorados", "E Você Chora", "Eu Fiz de Tudo (Outdoor)", "Pra Saber Cuidar de Mim", "Fantasia", "Será Que Vale a Pena?", "Habeas Corpus", e tantos outros registros marcantes.


Faixas:

01 Canção Dos Namorados
02 Fantasia
03 E Você Chora
04 Habeas Corpus
05 Saudade Brejeira
06 Pise No Acelerador
07 Será Que Vale A Pena?
08 Linda Menina
09 Eu Fiz De Tudo (Outdoor)
10 Mussiden (Mub Dem)
11 Bandida
12 Relacionamento Difícil
13 Brigar, A Gente Briga
14 Não Me Importa
15 Aquele Amor Morreu
16 Pra Saber Cuidar De Mim


terça-feira, 23 de agosto de 2016

MARCIO GREYCK - (1998) BRILHANTES (EDIÇÃO ESPECIAL)

É sempre motivo de orgulho para o blogue MÚSICA DAS ANTIGAS poder celebrar, junto com uma multidão de fãs de Marcio Greyck, a passagem de seu aniversário. Todo ano, ao aproximar o dia 30 de agosto, a gente se prepara para um tsunami de pedidos de qualquer material do ídolo por aqui. E a gente os atende com muito prazer...

Para celebrar a data que se aproxima - pois trata-se de respeitáveis sessenta e nove anos -, a gente põe pros leitores do blogue a edição especial da coletânea "Brilhantes", lançada em 1998 e já raríssima de se encontrar nos sebos do país. São dezesseis faixas das mais importantes da carreira de Marcio Greyck, ídolo sempre aclamado pelos amantes da verdadeira MPB.


Faixas:

01 O Mais Importante É O Verdadeiro Amor (Tanta Voglia Di Lei)
02 Prelúdio Pra Ninar Gente Grande
03 Aparências
04 O Apartamento
05 Impossível Acreditar Que Perdi Você
06 Não Sei Onde Te Encontrar (Nunca Supe Mas De Ti)
07 Como É Triste Dizer Boa Noite
08 Infinito (L'Infinito)
09 Se Você Me Entendesse
10 O Travesseiro
11 Eu Só Quero Amor
12 Nada Realmente Existe Do Que Eu Quis
13 Eu Preciso De Você
14 Vivendo Por Viver
15 Honestamente
16 Onde Anda Teu Sorriso?


FERNANDO MENDES - (1998) 20 SUPER SUCESSOS (VOL. 2)

Com a música "Cadeira de Rodas", gravada em 1975, Fernando Mendes atingiu o ápice de sua carreira. A canção, que fazia parte de seu terceiro LP, vendeu mais de duzentas e cinquenta mil cópias e lhe rendeu diversos prêmios, entre eles discos de ouro.

Mineiro de Conselheiro Pena, Luiz Fernando Mendes Ferreira, seu nome de batismo, apresentou-se pela primeira vez na televisão no programa do Chacrinha, logo após gravar "A Desconhecida", música que estava presente num compacto simples, lançado em 1972. A partir daí, sua carreira deslanchou. O cantor e compositor passou a figurar nas paradas e fez sucesso em outros países. Em seu primeiro LP, gravou "Recordações" e, num compacto duplo, "Caminho Incerto". Em 74, o artista repetia o êxito com "Ontem, Hoje, Amanhã" e, dois anos depois, com "A Menina da Calçada" e "Sorte Tem Quem Acredita Nela", tema da novela "Duas Vidas".

Fernando Mendes gravou também músicas de outros artistas consagrados, como Caetano Veloso, Dorival Caymmi, Vinícius de Moraes e Ednardo. Em homenagem ao movimento da Jovem Guarda, regravou no final dos anos 70 a música "Festa de Arromba". No ano de 78, o sexto LP contou com a participação especial de Luiz Gonzaga, na música "Baião Collection". Um ano mais tarde, recebeu os prêmios Villa Lobos e o da ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Discos), pela composição "Você Não Me Ensinou a Te Esquecer", que impulsionou as vendas do LP de mesmo nome, tornando-se o mais vendido naquele ano. O artista também foi alvo da censura, em 74, ao gravar "Meu Pequeno Amigo", referência ao caso do sequestro do menino Carlinhos.

Ao todo, Fernando Mendes lançou mais de vinte e cinco LPs, sendo seis coletâneas, cerca de vinte CDs e um DVD.


(Fonte: Letras com br - revisada.)


Faixas:

01 Ontem, Hoje, Amanhã
02 A Menina Da Calçada
03 Tainan
04 Acorda, Menino
05 Roda Gigante
06 Deita E Rola
07 Nem Louca, Nem Santa
08 Pot-Pourri: Quero Me Casar Contigo / Olhando Estrelas / Só Por Amor
09 Na Hora De Dormir
10 Menina
11 Sádico Poeta
12 Vem Pra Cá, Morena
13 Sem Você
14 Naná
15 La Paloma (A Rolinha)
16 Flor De Maracujá
17 Melhor Morrer
18 Endereço E Telefone
19 Indiscutivelmente, Bobo
20 Passarinho, Passarinho


JOSÉ AUGUSTO - (1989) O MELHOR DE JOSÉ AUGUSTO

José Augusto é referência obrigatória por aqui, principalmente no mês de agosto, mês em que o cantor comemora seu aniversário. José Augusto completou no dia último dia 16 sessenta e três anos e, ao que parece, a cada ano na estrada, sua carreira se solidifica cada vez mais. Ao ouvirmos seus últimos trabalhos, percebe-se um cantor mais centrado e seguro de seu trabalho.

O álbum da postagem, "O Melhor de José Augusto" é uma coletânea de sua fase de maior sucesso. Estão aqui as clássicas, verdadeiros hinos que marcaram tantas histórias pelo Brasil afora.


Faixas:

01 Sábado
02 Fantasias
03 Fui Eu
04 Amar Você (Segredo Do Meu Coração) (Part. Esp. Renato & Seus Blue Caps)
05 Não Dá Pra Te Esquecer
06 O Que Você Quiser
07 Coisinha Estúpida (Somethin' Stupid) (Part. Esp. Vanessa)
08 Chuvas De Verão
09 Sonho Dourado
10 Só Você
11 De Igual Pra Igual
12 Sei
13 Sou Assim (Ces't Ma Vie)
14 Eu E Você


NAHIM - (1988) PRÓXIMA ATRAÇÃO

Nahim Jorge Elias Júnior, nascido em Miguelópolis (SP), em 11 de agosto de 1952, mais conhecido como Nahim, é um cantor brasileiro.

Começou a tocar aos 10 anos e formou seu primeiro grupo, o "New Edition", na escola. Na década de 1980, foi descoberto pelo produtor Mister Sam, que resolveu lançá-lo com o nome de Baby Face. Depois, gravou dois compactos em inglês. Em 1981, gravou seu primeiro disco em português, com o sucesso "Cala Essa Boca". Emplacou hits como "Dá, Coração", "Coração de Melão", "Taka Taka", "Olhos Abertos", entre outros. Gravou discou em espanhol.

Nahim foi o maior vencedor do programa "Qual É a Música?", no Programa Silvio Santos, do SBT. Em 1984, após terminar o primeiro contrato com o SBT, começou cantar e ser jurado no "Cassino do Chacrinha", na TV Globo. em 1987, foi contratado pela Rádio Record para apresentar o programa "Clube do Coração", até 1990. retornando a fazer o mesmo programa entre 1999 à 2002. Apresentou o "Clube do Coração" também na Rádio Atual, entre 2004 e 2005. No ano de 2010, foi o vencedor do reality show "Os Opostos se Atraem", aos domingos, no SBT, vencendo com setenta e oito por cento da votação popular as celebridades Alexandre Frota e Vovó Naná.

Em 2012, entrou para o elenco de jurados do programa "Cante se Puder", primeiro programa apresentado por Patricia Abravanel, no SBT. Em 2014, integrou o elenco do reality show de negócios "Aprendiz Celebridades", representando o Lar Escola Cairbar Schutel. Em 2015, apresentou um programa musical na Rede Brasil de televisão. Atualmente, apresenta por todo o pais a festa temática"Dá Dá Dá 80's". Em junho do mesmo ano, começou a atuar como jurado na RedeTV, no programa "João Kleber Show", aos domingos.


(Fonte: Wikipedia.)


Faixas:

01 Próxima Atração
02 Bambo Mambo
03 Na Sombra De Uma Árvore
04 Maria Rita
05 Cama Azul
06 Rock Maquiado
07 Festa Maluca
08 O Amor Não Morreu
09 Rambo II
10 Conto De Fadas
11 Estradas
12 O Menino Da Gaita (El Chico De La Armonica)


CARLOS COLLA - (1995) CARLOS COLLA

O cantor e compositor Carlos Colla, diga-se de passagem, um dos compositores que mais contribuíram para a chamada geração romântica da MPB dos anos oitenta, comemorou, no último dia 05 de agosto a passagem de seus setenta e dois anos de vida. Como é tradição por aqui, quem comemora somos nós, os ávidos amantes da legítima MPB. E a gente o faz do nosso próprio modo.

Pra marcar a passagem da importante data, o MÚSICA DAS ANTIGAS resgata essa pérola de disco, lançado originalmente no ano de 1995. O álbum, intitulado singelamente apenas "Carlos Colla", trazia entre dez faixas alguns significativos registros do compositor, como "Se Eu Voltar Pra Você", "Diamante", "Apesar Dos Pesares", "Olhos De Luar", "Verdade Chinesa" e outros, que podem ser conferidos novamente... Degustando-o, claro, com todo saudosismo...


Faixas:

01 Se Eu Voltar Pra Você
02 Diamante
03 Tua Fera
04 Olhos De Luar
05 Pare Com Isso
06 Delírios De Amor
07 Uma Pipa No Ar
08 Apesar Dos Pesares
09 Tá Tudo Errado
10 Verdade Chinesa


quarta-feira, 17 de agosto de 2016

ELI CORREA E CINTHIA - (2012) DIÁLOGOS DE AMOR

Antônio Eli Corrêa é um radialista brasileiro. Conhecido como "O homem sorriso do rádio" e, principalmente, pelo seu bordão "Oiiiii Gente!", apresenta programas de rádio há mais de quarenta e seis anos. Nascido em Sertaneja , Paraná, filho mais velho de Dona Inguer Campoli e de Benedito Leite Corrêa (in memoriam), passou a infância com um microfone imaginário nas mãos. Na escola, um dia, um professor pediu que Eli lesse um trecho da lição em voz alta. Após a leitura por parte de Eli, todos os alunos, mas principalmente o professor, ficam impressionados com a desenvoltura do menino, e , no fim da aula, o professor chama Eli de canto e diz: "Você tem uma voz muito bonita e lê muito bem, com todas as intenções e pontuações necessárias. Você poderia ser locutor". Como Eli já gostava e ainda recebeu o incentivo, ele passou a pensar em trabalhar como locutor.

Então trabalhando, ainda menino, nas Casas Pernambucanas, ele pediu timidamente para falar um pouco no lugar do locutor e todos que ouviram gostaram, sendo contratado automaticamente pela loja para ser o locutor oficial. Começou sua carreira na cidade de Barra Bonita, no interior paulista. No início da década de 1970, mudou-se para São Paulo (SP) e trabalhou em muitas rádios: Rádio São Paulo, Tupi, Record, Globo, Capital (na qual está atualmente) e América. 


(Fonte: Wikipedia - adaptada.)


Faixas:

01 Pouco A Pouco
02 Outra Vez
03 Suave É A Noite (Tender Is The Night)
04 Poema
05 Aquela Nuvem
06 A Vida Corre (Anema E Cuore)
07 É Sempre Um Começo
08 Lembranças
09 Contigo
10 Canção De Amor
11 Como É Fácil Dizer Te Amo
12 Eu Amo Amar Você


EDELSON MOURA - (1983) EDELSON MOURA

Edelson da Silva Moura, nascido em Lagarto (SE), em 8 de agosto de 1954, mais conhecido como Edelson Moura, é um compositor e radialista brasileiro. É autor de músicas cantadas pelo Brasil e por grandes nomes da música brasileira. Edelson compôs músicas para Amado Batista, como, "Chance", "Quando Eu For Embora", "Menininha, Meu Amor", entre outras. Suas letras falam de amor. Sua passagem pela Rádio Nacional, por dezoito anos, trouxe-lhe conhecimento da profissão e levou sua voz às diversas regiões brasileiras, tornando-o mais reconhecido na Amazônia.

Aos onze anos, apresentava-se em programas de calouros, realizados pelo hoje jornalista Euler Ferreira. Na época, ganhou prêmios, tendo sido agraciado com o título de melhor cantor mirim da região. Em 1971, foi para Brasília (DF), onde se dedicou a compor músicas para outros artistas. Foi por meio da música que chegou ao rádio, pois, ao participar de concursos e festivais, sentiu a necessidade de divulgar os trabalhos entre as emissoras da Capital Federal.


(Fonte: Wikipedia - revisada.)


Faixas:

01 Adeus, Amor
02 Turbilhão De Mágoas
03 O Amor É Um Bichinho
04 Eu Guardei Meu Amor
05 Paixão Avassaladora
06 Um Milhão De Lágrimas
07 Esta Tarde, Só Houve Promessas
08 Vou Para Não Voltar
09 Cargas De Saudade
10 Minha Velha
11 Quem Te Disse?
12 Felicidade Pra Você


CLAUDIO DE BARROS - (1970) CLAUDIO DE BARROS EM 12 SUCESSOS

Claudio de Barros começou cantando na Rádio Gazeta de Belo Horizonte (MG). Em 1954, fez sua estréia em discos pela Columbia, interpretando o samba canção "Não Convém Insistir", de Odilon Noronha, e o baião "Saudade", de Jaime Redondo. Em 1958, foi ouvido pelo compositor e produtor Palmeira, que o levou para a gravadora Chantecler, na qual estreou dividindo disco com José Orlando. Na ocasião, gravou de sua autoria a marcha "Copacabana". No ano seguinte, gravou, de sua autoria, o tango "Cinzas do Passado", que se tornou um enorme sucesso, e, de sua autoria e Mário Zan, o rasqueado "Meu Primeiro Beijo" e, de Mário Terezópolis, o tango "Destino". 

Em 1960, registrou, de sua autoria, o tango "Fracasso de Amor", de sua autoria e J. M Alves, o tango "Pobre Boêmio" e, do maestro Guerra Peixe, o bolero "Cartas Recebidas". No ano seguinte, gravou o samba "Ponte da Vila Maria", de sua autoria e Ivani Soares, marcha "Cabelo Branco", parceria com Huagih Bacos, o rasqueado "O Beijo", parceria com Valter Amaral, e o tango "Taça da Amargura", parceria com Osvaldo Bettio, entre outras. Em 1962, gravou, de sua autoria, o rasqueado "Sou de Ponta Porã," de Murilo Alvarenga e Delamare de Abreu, o tango "Quem Viu Esta Mulher Outrora" e, de Osvaldo Bettio e Ariovaldo Pires, o lendário Capitão Furtado, a toada lundu "Amor e Ciúme". No ano seguinte, fez ,em parceria com o compositor e produtor Teddy Vieira, o arrasta-pé "Toca, Sanfoneiro", gravado na mesma época. 

Entre seus grandes sucessos, estão "Teu Desprezo", "Madrugada Fria", "O Beijo" e "O Divórcio". Lançou ainda pela CID o LP "Ternura, Amor e Paz". Segundo o instrumentista e produtor Robertinho do Acordeon, foi o primeiro artista a migrar do chamado gênero romântico e passar para o sertanejo, assim como faria anos depois o cantor Sérgio Reis.


(Fonte: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.)


Faixas:

01 A Valsa Que Eu Fiz Para Ela
02 Doce Benzinho
03 Orgulho
04 Noites Do Paraguai (Noches Del Paraguay)
05 Beijinho Doce
06 Saudação A Portugal
07 Separação
08 Divórcio
09 Eu Quero Que Você Não Chore
10 Meu Primeiro Amor (Lejania)
11 Não Me Falem Dela
12 Tuas Lágrimas


ROBERTO BARRADAS - (1975) ROBERTO BARRADAS

Roberto Cavalcanti Barradas nasceu em 17 de outubro de 1946, no estado de Pernambuco. Em Caruaru (PE), com sete anos de idade, participou de um programa da rádio difusora local onde Rui Cabral era o locutor. No Recife (PE), já adolescente, na década de 1960, era de ouro da televisão, já apresentava-se em diversos programas de destaque como: "Você faz o show", no canal 2, com Fernando Castelão, e "Noite de Black-tie", com Luiz Geraldo.

Em 1971, Roberto Barradas representou em São Paulo (SP) no programa de Silvio Santos o estado de Pernambuco, concorrendo com doze estados e ficando com a excelente colocação em segundo lugar. Contratado por Silvio Santos, apresentava-se em um quadro do programa "Os galãs cantam e dançam".

Em 1972, o cantor e locutor sediou-se no Rio de Janeiro (RJ), sendo contratado pela gravadora CID. Gravou por ela seu primeiro disco simples, que chegou ao sétimo lugar nas paradas de sucesso da época, com a música "Bom Demais Para Durar", uma versão de Rossini Pinto. O lançamento de seu primeiro compacto incluía os programas de Chacrinha, Silvio Santos, Aroldo Andrade, Airton Rodrigues e Aerton Perlingero.

Em 1973, Roberto Barradas lançou seu segundo compacto, com as músicas "É Impossível Esquecer Um Grande Amor" e "Nem O Tempo Apagou". As músicas foram editadas em castelhano para a Argentina, pelo selo Music Hall, que também figurou em LP de sucesso na Argentina e no Uruguai. No mesmo ano, lançou seu terceiro compacto, que trazia as músicas "Essa Noite Não Se Ri e Não Se Dança" e "Vem". No ano de 1974, o cantor lançou seu quarto compacto, com "Triste Ilusão" e "Que Seja Assim", ambas de sua autoria.

Em 1975, Roberto Barradas lançou seu primeiro LP, pela gravadora CID. No ano de 1976, Roberto Barradas foi contratado pela gravadora Continental, selo pelo qual lançou as faixas "Fotos e Imagens" e "O Cego". Esta última música foi tema de uma novela da Rádio Tupi.

Roberto Barradas exerceu também a função de radialista locutor, tendo trabalhado em várias emissoras de rádio: Rádio Capibaribe (1980); Rádio Tamandaré (1982); Rádio Caetés LTDA (1983); Televisão Verdes Mares LTDA (atual Radio Recife FM) (1986); Rádio monumento FM LTDA (atual Radio JC FM) (1990); Rádio Olinda de Pernambuco LTDA (1992); Fundação Oscar Moreira Pinto (atual 107 FM) (1994); Televisão Verdes Mares LTDA (atual Radio Recife FM) (1994) e Rádio monumento FM LTDA (atual Radio JC FM) (1995).


Faixas:

01 Oh! Meu Pai
02 Destino
03 Bom Demais Para Durar (Too Beautiful To Last)
04 Estágio
05 Vem
06 Deus, Deus, Deus
07 Eu, Você, Nós Três
08 Não Suporto Esta Distância
09 Reencontro
10 Triste Ilusão
11 É Impossível Esquecer Um Grande Amor


BARROS DE ALENCAR - (1973) BARROS DE ALENCAR

O blogue MÚSICA DAS ANTIGAS abre espaço pro mito do rádio e um dos maiores nomes da música romântica brasileira, Barros de Alencar.

Barros de Alencar completou, no último dia 05 de agosto, oitenta e quatro anos de idade, e seguimos sem muitas informações a respeito de seu atual estado de saúde.

Para quem não se recorda, Barros de Alencar é considerado por longa data um dos radialistas e apresentadores mais populares do Brasil. Começou sua carreira ainda nos anos cinquenta, no interior da Paraíba, indo para a cidade São Paulo (SP), no ano de 1960. Lá, permaneceu até os dias de hoje, alternando trabalhos no rádio e na televisão, até se afastar da função de radialista em razão de uma cirurgia na garganta.


Faixas:

01 Quem É?
02 Por Toda A Vida (For The Good Times)
03 Todas As Crianças Para Sempre Crianças
04 Volta Ao Tempo Antigo
05 Amorzinho
06 Bem Perto De Ti (Pequena Mariposa)
07 Namorados
08 O Maior Amor Do Mundo (Le Premier Amour Du Monde)
09 Quem Vê Cara Não Vê Coração
10 Esperança
11 Aniversário Do Meu Bem
12 Noites (Nachts)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Linque quebrado?

Encontrou algum linque quebrado?

Marcadores

A Patotinha (1) Abdias (2) Abílio Farias (7) Abílio Manoel (1) Absyntho (1) Adelino Nascimento (11) Adilson Ramos (7) Adriana (7) Adriano Santa Cruz (1) Agepê (1) Agildo Ribeiro (1) Agnaldo Rayol (2) Agnaldo Timoteo (17) Alcides Gerardi (1) Aldo Sena (1) Alípio Martins (14) Almir Ricard (1) Almir Rogério (7) Altemar Dutra (2) Amado Batista (18) Amelinha (1) Amilton Lelo (10) André Amazonas (1) Angela Maria (4) Angélica (1) Angelo Máximo (10) Anísio Silva (2) Antonio Carlos e Jocafi (1) Antonio Marazona (1) Antonio Marcos (21) Ary Lobo (1) Ary Toledo (1) Assisão (1) Augusto César (3) Babau do Pandeiro (5) Balthazar (7) Banda Cabeça Enfeitada (1) Barros de Alencar (12) Bartô Galeno (15) Bebeto (2) Benito di Paula (2) Beto Barbosa (6) Betto Dougllas (5) Biafra (7) Bianca (2) Bicho Véi do Brega (1) Boas-vindas (1) Borba de Paula (2) Canarinhos de Petrópolis (1) Capital do Sol (1) Carlito Gomes (3) Carlos Alberto (5) Carlos Alexandre (19) Carlos André (9) Carlos Colla (3) Carlos Gonzaga (2) Carlos José (1) Carlos Santos (8) Carlos Silva (1) Carmen Silva (12) Cast RCA (1) Cauby Peixoto (6) Célio Roberto (5) Cesar Sampaio (8) Chacrinha (1) Chico Amaro (1) Chico Lopes (1) Cid Moreira (1) Claudette Soares (2) Claudia (1) Claudia Barroso (10) Cláudia Telles (3) Claudio de Barros (1) Claudio Di Moro (3) Cláudio Fontana (4) Claudio Galeno (1) Claudio Roberto (3) Clemilda (1) Coro Infantil da FuNaBEM (1) Coroné (1) Coronel Ludugero (1) Cristiano Neves (1) Demetrius (1) Denis e Demian (1) Diana (18) Dicró (1) Dino Rossi (1) Discografia (14) Donizeti (2) Dory Edson (1) Dudu França (4) Ed Wilson (1) Édel Reis (2) Edelson Moura (1) Edson de Oliveira (1) Edson Duarte (4) Eduardo Araújo (3) Eli Correa (1) Eliana Pittman (1) Elino Julião (10) Elisângela (3) Elizabeth (2) Elymar Santos (1) Erasmo Carlos (7) Evaldo Braga (20) Evaldo Freire (8) Evinha (2) Fábio (1) Fábio Jr (9) Fafá De Belém (2) Falcão (7) Fernando Lelis (9) Fernando Luiz (5) Fernando Mendes (25) Franc Landi (1) Francis Dalva (3) Francisco Cuoco (13) Francisco Petrônio (7) Frankito Lopes (14) Fredson (6) Genghiskan (1) Genival Lacerda (9) Genival Santos (11) Geraldo Nunes (3) Giane (3) Gilberto Lemos (3) Gilberto Reis (1) Gilliard (14) Gilson (3) Gretchen (7) Harmony Cats (1) Heleninha (1) Heleno (5) Helio Portinhal (2) Hermes Aquino (1) Ismael Carlos (10) Ivan Peter (3) Ivon Cury (1) J. Aquino (5) Jacinto Limeira (1) Jair Rodrigues (1) Jane e Herondy (12) Jayne (1) Jerry Adriani (16) Jessé (1) Joanna (3) João Dias (1) João Gonçalves (2) João Só (1) João Viola (1) Joelma (9) Jorginho do Império (1) José Augusto (19) José Augusto Sergipano (1) José Orlando (4) José Ribeiro (8) José Roberto (5) Juanita (3) Juanita e Richard (3) Juca e Jeca (1) Juca Medalha (1) Julia Graciela (2) Júlio César (6) Júlio Nascimento (4) Kátia (13) Katia Cilene (1) Kleber (1) Lafayette (3) Latino (1) Leila (1) Leila Silva (1) Lenita Santos (1) Leno (2) Leno & Lilian (3) Leonardo (2) Lilian (9) Lindomar Castilho (17) Lindomar Lins (1) Lindú (1) Los Angeles (1) Luan e Vanessa (1) Luiz Américo (2) Luíz Caldas (1) Luiz Carlos Magno (3) Mamonas Assassinas (1) Mara (1) Marcelo (1) Marcelo Reis (4) Marcio França (3) Marcio Greyck (16) Marcio José (11) Marcos Roberto (10) Marcos Sabino (1) Marcus Pitter (1) Maria Alcina (3) Marinês (1) Mario Gomes (1) Maritza Fabiani (1) Marizinha (1) Markinhos Moura (3) Martinez (1) Martinha (7) Matogrosso e Mathias (1) Maurício Mattar (1) Maurício Reis (9) Maurinho da Mazzei (1) Maurinho Jr (1) Mauro Celso (3) Mauro Cotta (1) Mauro Sérgio (1) Meire Rose (1) Messias Holanda (4) Michael Sullivan e Paulo Massadas (2) Miguel Angelo (1) Miguel De Deus (1) Miltinho Rodrigues (1) Moacyr Franco (10) Nahim (3) Nalva Aguiar (6) Nelson Gonçalves (7) Nelson Montenegro (1) Nelson Ned (8) Nilton César (10) Nilton Lamas (5) Nora Ney (5) Noriel Vilela (1) Núbia Lafayette (10) Odair José (30) Onildo Almeida (1) Orlando Dias (4) Orlando Silva (1) Os 3 do Nordeste (1) Os Incríveis (2) Osvaldo Oliveira (2) Oswaldo Bezerra (5) Ovelha (5) Patrick (1) Paulo de Paula (3) Paulo Diniz (3) Paulo Henrique (2) Paulo Márcio (3) Paulo Moraes (1) Paulo Sergio (19) Peninha (9) Perla (19) Pholhas (1) Pinduca (3) Raimundo Soldado (9) Raul Gil (1) Raul Seixas (3) Raulzinho (1) Regina Duarte (1) Reginaldo Rossi (27) Renato e Seus Blue Caps (2) Ricardo Braga (11) Rita Cadillac (1) Ritchie (2) Roberto Barradas (2) Roberto Barreiros (2) Roberto Leal (6) Roberto Luna (1) Roberto Müller (6) Roberto Nunes (1) Ronaldo Adriano (6) Ronaldo Resedá (1) Ronnie Von (8) Rony Cardoso (1) Rosana (7) Rosemary (8) Rossini Pinto (1) Rufino (1) Sandra De Sá (1) Sandro Becker (4) Sara Sonaya (1) Sarajane (1) Sérgio Mallandro (9) Sérgio Reis (5) Sidney Magal (8) Silvana (1) Silvinha (2) Silvinho (2) Sol (2) Sueli (1) Sula Mazurega (1) Sula Miranda (1) Sylvinho (2) Tarântulas (1) Tarcys Andrade (1) Teixeira de Manaus (2) Tetê Espíndola (1) The Clevers (1) The Fevers (6) The Golden Boys (1) Tião Macalé (1) Tiririca (2) Tony Damito (3) Trio Esperança (1) Trio Irakitan (1) Trio Nordestino (1) Trio Xamego (1) Tutti-Frutti (1) Vanusa (12) Vários Artistas (119) Verônica Sabino (1) Vic McKenzie (1) Virgilio (1) Wagner Montes (2) Waldick Soriano (28) Waldir Ramos (3) Waldirene (6) Waleska (1) Walter Basso (3) Wanderléa (8) Wanderley Andrade (1) Wanderley Cardoso (8) Wando (14) Wilson Miranda (1) Yahoo (1) Zé Calixto (1) Zenilton (3) Zezinho Barros (1)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...